5 dicas para aprender direção defensiva

Você sabe o que significa direção defensiva? Bom, se ainda não sabe ou não lembra, está no lugar certo! Aprenda direção defensiva com essas 5 dicas práticas.
Direção defensiva

Olá, motorista! 

Prezar pela segurança dos ocupantes do veículo e demais usuários da via é uma das principais lições que aprendemos na formação de condutores. 

Para você ter uma noção de como esse assunto é importante, em 2021, no Brasil, ocorreram mais de 632 mil acidentes de trânsito, segundo o Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito (RENAEST)

E, segundo levantamento da OMS, no Brasil, 90% desses acidentes são causados por falhas humanas, seguidos de 4% por falhas mecânicas e 6% por condições da via.

Muito alto esse número de falhas humanas, né? A boa notícia é que elas podem ser evitadas com alguns cuidados básicos. 

Para isso, foram compiladas um conjunto de condutas necessárias para que motoristas dirijam seus veículos com segurança, e a ela foi dado o nome de Direção Defensiva.

O que é direção defensiva?

Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), a direção defensiva, ou direção segura, é a forma de dirigir que permite que você reconheça situações de perigo com antecedência.

Ela possibilita ao motorista prever o que pode acontecer não só a ele, mas aos demais ocupantes do veículo e usuários da via.

Na formação de condutores aprendemos dois tipos de direção defensiva: 

  • Preventiva: na qual você, motorista, se antecipa aos riscos, dirigindo com atenção a sua condição de conduzir e às condições da via. 
  • Corretiva: para que você possa tomar atitudes com agilidade para corrigir uma situação de perigo que não pode ser antecipada.

As técnicas de direção defensiva são categorizadas em cinco elementos básicos: conhecimento, atenção, previsão, habilidade e ação.

Para motociclistas, as práticas da direção defensiva são chamadas de pilotagem defensiva, e têm com algumas particularidades em relação ao veículo.

Dicas de direção defensiva

Agora que já sabemos o que é a direção defensiva e qual sua importância para um trânsito seguro, vamos para as nossas 5 dicas de ouro pra você, motorista, ser exemplo de segurança no trânsito:

1.   Conheça a legislação

E, obviamente, respeite-a. Afinal, além de não querer um trânsito perigoso, ninguém quer receber multas na sua CNH, não é mesmo? 

A Legislação e as Normas contidas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) existem por um propósito: tornar o trânsito mais seguro. 

Por isso, quando pensamos em direção defensiva, um dos conhecimentos que você, motorista, deve obter para garantir essa segurança é a legislação.

É bom lembrar que as leis e normas estão em constante evolução, por isso é importante estar atento às mudanças para evitar falhas que possam ocasionar acidentes e multas. 

Pode parecer desafiador acompanhar a legislação, né? Um aplicativo que pode te ajudar é o Gringo, é só baixar o app para ser avisado das principais mudanças nas leis de trânsito. 

2.   Conheça bem seu veículo

Cada veículo tem suas particularidades e é importante que você conheça suas funções e a localização de seus comandos. 

Para isso, tenha à disposição o manual de usuário e o leia sempre que tiver qualquer dúvida quanto ao funcionamento do seu carro, moto ou caminhão.

Ter esse domínio é fundamental para prevenir acidentes e, por isso, é tão importante para a direção defensiva.

Os condutores de automóveis, por exemplo, precisam conhecer a quantidade de carga que seus carros podem suportar e nunca ultrapassar este peso máximo, já que isso pode ocasionar mau funcionamento e acidentes. 

Além disso, é importante ter conhecimento do bom funcionamento de itens que interferem diretamente na segurança desse tipo de veículo como freios, direção, suspensão, pneus, faróis, lanternas, sinalizadores, limpadores de para-brisas e buzinas.

Já para motociclistas é importante se atentar se a moto é adequada para o uso pretendido. 

Assim como se assegurar que ela seja proporcional ao tamanho da pessoa que irá pilotar, de modo que, sentada na moto, ela consiga tocar os pés no chão com facilidade

Para a moto, os itens que interferem diretamente na segurança e merecem maior atenção são: corrente de transmissão, freios, pneus, buzina, luzes e suspensão.

Não deixe de fazer a manutenção regular de seu veículo, isso aumentará a vida útil dele e diminuirá os riscos de acidentes por falhas mecânicas.

3.   Tenha atenção às condições adversas

Para a direção defensiva é essencial saber fatores de riscos no trânsito. 

Ter conhecimento dessas condições te ajudará a identificar situações de risco e a agir de forma correta e mais rápida. 

Existem várias condições adversas, que são categorizadas em 8 tipos:

  • Cargas
  • Condutor
  • Iluminação
  • Passageiros
  • Tempo
  • Trânsito
  • Veículo
  • Vias

Essas situações podem acontecer também em combinações de duas ou mais condições e isso multiplica os riscos e possibilidades de acidentes.

Aqui iremos destacar três condições: iluminação, tempo e vias, mas é necessário que qualquer motorista tenha o máximo de conhecimento de todas elas.

Ao falar sobre iluminação, existem também diferentes condições adversas, mas cabe destacar a direção à noite, que limita a visibilidade.

Em muitos casos, o motorista depende exclusivamente das luzes emitidas pelos faróis dos veículos e da luz artificial das vias. 

Estar atento às condições dos equipamentos de iluminação do veículo é vital para prevenir acidentes na direção noturna, assim como aumentar a distância segura com os demais veículos e diminuir a velocidade.

Já as condições adversas de tempo são ocasionadas por fenômenos climáticos que podem alterar a visibilidade, as condições da via e os padrões de condução dos veículos, influenciando na estabilidade e aderência dos pneus. 

A chuva é um dos fenômenos mais comuns e que aumenta os riscos de acidentes consideravelmente. 

As principais dicas para dirigir sob chuva é redobrar a atenção, reduzir a velocidade e aumentar a distância entre os veículos.

E em relação às condições das vias, uma realidade muito encontrada por motoristas são vias mal conservadas ou mal sinalizadas. 

Transitar em vias mal planejadas/estruturadas pode danificar seriamente o veículo, devido aos buracos, rachaduras, falta de sinalização, entre outros.

Os riscos de acidente aumentam principalmente quando associados a outras condições adversas como mau tempo e pouca visibilidade. 

As dicas para lidar com essas condições adversas é dirija com seu veículo em vias compatíveis a sua estrutura e com velocidade compatível com a condição da via.

4.   Cuide de você, motorista

Como vimos no tópico anterior, a falha humana representa um número expressivo dos acidentes de trânsito.

Por isso, motorista, muita atenção nas suas condições antes de dar partida!

Com as recomendações abaixo poderá diminuir os riscos de acidentes ocasionados por falha humana.

Nunca dirija sob efeito de álcool! 

Apesar de ser crime, mais de 50% dos acidentes de trânsito no Brasil têm pelo menos um dos motoristas sob efeito de álcool. 

Além de afetar a concentração, visão e raciocínio, o álcool faz com que as pessoas acreditem que estão em perfeitas condições, deixando-as mais confiantes. 

Isso as induz a fazerem atos no trânsito que normalmente não fariam, geralmente atos perigosos. 

Evite dirigir cansado ou com sonolência.

Cada motorista tem sua própria necessidade de sono e normalmente não dormimos o quanto precisamos. 

Mesmo usando recursos para diminuir os efeitos do sono como café, música alta, vento e água no rosto, um simples cochilo pode causar acidentes e muitas vezes fatais.

Por isso, muita atenção aos sinais que seu corpo dá de que está com sonolência:

  • Maior esforço para manter a concentração e os olhos abertos;
  • Cabeça começa ficar mais pesada e os bocejos são mais frequentes;
  • Você começa a perder o foco na sua visão e os pensamentos começam a ficar vagos.

Então procure sempre manter seu corpo descansado antes de dirigir e em qualquer sinal desses, é melhor parar e descansar um pouco para então prosseguir viagem.

5.   Dirija por você e pelos outros

Como vimos acima, no trânsito somos responsáveis não somente pela nossa segurança, mas também pela de todos presentes no nosso veículo, na via e também nos outros veículos. 

Por isso, além das dicas anteriores, cabe ressaltar alguns comportamentos que ajudarão você a evitar acidentes:

  • Ande em velocidade compatível com a pista e com as condições de clima e iluminação;
  • Não use o celular ao dirigir ou qualquer outro item que possa tirar sua atenção ao dirigir;
  • Tenha atenção às sinalizações de trânsito;
  • Também fique atento ao comportamento de pedestres, ciclistas e outros veículos motorizados ou não;
  • Utilize os equipamentos de segurança próprios para o tipo de veículo; como cinto de segurança, capacete, viseiras, luvas, botas e vestimentas.
  • Mantenha uma distância segura de outros veículos, principalmente em situações com maiores riscos de acidentes como curvas, vias de alta velocidade e em condições adversas. 
  • Uma dica básica para calcular a distância segura: verifique um ponto fixo em que o veículo da frente passou, conte dois segundos até passar por esse ponto;
  • Use os retrovisores com frequência para saber tudo o que está acontecendo ao seu redor;
  • Ultrapasse somente em locais permitidos nas condições e velocidade adequadas. E lembre-se: só é permitido ultrapassar pela esquerda.

Gostou das dicas de direção defensiva? Então, siga os canais do Gringo para ficar por dentro dos novos conteúdos. 

E se você quer a ajuda de um melhor amigo para cuidar melhor de você e do seu veículo, #ChamaoGringo

 

Fórum de discussão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine para receber conteúdo exclusivo

Baixe o App do Gringo

  1. Mire a câmera do celular na imagem
  2. Você vai direto para a loja de aplicativos
  3. Clique em baixar app