Multa de trânsito tem juros? Confira tudo o que você precisa saber!

Entenda se a multa de trânsito tem juros, o que fazer para pagar (dentro e fora do prazo) e onde você pode consultar as infrações
multa de trânsito tem juros

Olá, motorista! Como vai?

Conta pra gente: você já levou multa de trânsito? Pois é, embora a gente se preocupe em fazer tudo certinho, às vezes acontece, né? Agora, você sabe dizer o que acontece se deixar de pagar? Será que multa de trânsito tem juros?

A gente sabe: tem sim! Para evitar que isso aconteça, é importante entender um pouco sobre o funcionamento das multas, como pagá-las e onde consultar, além de entender as taxas de juros que incidem sobre elas de acordo com o contexto. Confira todas essas informações neste artigo!

Multa de trânsito tem juros?

Sim, a multa de trânsito tem juros, e eles começam a ser cobrados a partir do momento em que se deixa de pagá-la dentro do prazo estabelecido. Por isso, é importante estar em dia com seus pagamentos para evitar valores além do esperado. Vamos combinar: pagar multa já não é nada legal, com juros então…

Uma forma simples de fazer isso é por meio da plataforma digital do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Qual a variação da taxa de juros?

Mesmo com uma ferramenta tecnológica à disposição para acompanhar as datas de pagamento das multas, muitas vezes o prazo não é respeitado, ou seja, elas vencem. Com isso, começam a ser acrescentados juros sobre multa de trânsito. Confira abaixo o que diz o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) a respeito do assunto:

(…) a multa não paga até o vencimento será acrescida de juros de mora equivalentes à taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic) para títulos federais acumulada mensalmente, calculados a partir do mês subsequente ao da consolidação até o mês anterior ao do pagamento, e de 1% (um por cento) relativamente ao mês em que o pagamento estiver sendo efetuado.

A Selic, neste momento, está em alta, com seu valor atual sendo de 12,75% ao ano. Ela segue com a tendência de crescimento contínuo, o que pode fazer as multas se tornarem ainda mais caras.

Como pagar multa dentro do prazo?

Ao ser multado, o motorista vai receber uma Notificação de Autuação. Nesse documento, constam as informações sobre a multa, como dia, hora e local da infração, os dados do motorista e do automóvel e o valor.

O primeiro passo após receber a notificação é checar se tudo está coerente: se realmente os dados estão corretos e conferem com os de seu veículo. Em seguida, você deve avaliar os seguintes pontos:

  1. Era você mesmo quem estava dirigindo naquele momento e o veículo em questão está no seu nome?
  2. Era você mesmo quem estava dirigindo, mas o veículo não está no seu nome?
  3. Não era você quem estava ao volante, mas o veículo está no seu nome?

A depender do cenário, a forma de proceder varia. Se for a primeira opção, é mais simples: basta pagar a multa antes do vencimento e pronto, o problema está resolvido — você evitou os juros.

Na segunda opção, o dono do veículo receberá a notificação e deverá indicar você como condutor infrator. Assim, a multa será direcionada a você.

Caso seu caso seja o terceiro da lista, é você quem deve indicar a pessoa responsável por cometer a infração, e a ela caberá o ônus de assumir o pagamento.

Você sabe quais são os valores das multas?

O CTB categoriza as infrações em 4 níveis: leves, médias, graves e gravíssimas. De acordo com o nível da infração, são aumentados o valor da multa e o número de pontos somados à carteira. As categorizações são:

  • infrações leves: 3 pontos somados à carteira e multa no valor de R$ 88,38;
  • infrações médias: 4 pontos na carteira e multa de R$ 130,16;
  • infrações graves: 5 pontos na carteira e multa de R$ 195,23;
  • infrações gravíssimas: 7 pontos na carteira e multa de R$ 293,47.

Como pagar multa fora do prazo?

O processo de pagamento de multa fora do prazo não é complicado. Caso você seja um usuário do Serviço de Notificações Eletrônicas (SNE), é possível ter de 20 a 40% de desconto no valor da multa vencida. Caso contrário, o valor deve ser inteiro.

Para fazer o pagamento, é necessário recorrer ao departamento de trânsito local para emitir uma guia de pagamento. Em seguida, é só efetuá-lo.

Quais as infrações leves mais comuns e fáceis de evitar?

A melhor maneira de evitar ter juros sobre multa de trânsito é não cometer infrações. E existem algumas infrações muito comuns que podem ser facilmente evitadas. Conheça algumas delas:

  • andar sem os documentos obrigatórios (do veículo e seus), como a CNH, o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo e o Certificado de Registro do Veículo, todos em dia, dentro dos seus prazos de validade;
  • parar o veículo muito distante do meio-fio de forma que atrapalhe o trânsito;
  • parar o veículo em acostamento sem justificativa plausível, como problemas no carro ou urgências médicas;
  • dirigir sem os cuidados básicos de segurança, a exemplo do uso do cinto de segurança;
  • transitar com o veículo na faixa exclusiva em horários não autorizados.

São essas algumas das coisas comuns que poderiam ser evitadas para não acarretar em novas multas. Além disso, é muito importante evitar deixar que sejam cobrados juros sobre a multa, pois isso pode gerar uma bola de neve financeira que custará alto. Ao acompanhar o SNE e ficar atento às suas notificações, você já diminui muito os riscos.

Onde consultar as multas?

O Denatran criou o Serviço de Notificações Eletrônicas (SNE), uma plataforma digital que facilita o acompanhamento de informações referentes às questões de trânsito. A plataforma permite diversas ações — inclusive consultar multas.

Quando um motorista faz o seu cadastro e registra seu veículo na plataforma, ele passa a receber notificações referentes a qualquer coisa que acontecer com o veículo e for registrada pelos departamentos públicos na plataforma. Logo, qualquer multa deve constar no sistema, e o usuário tem como acompanhar o status para evitar atrasos.

Há ainda outra opção para consultar multas: o app do Gringo. Com ele, você vai identificar logo sua dívida e, consequentemente, vai evitar os indesejáveis juros sobre multa de trânsito.

Gostou das nossas dicas? Se é verdade que sobre a multa de trânsito correm juros, também é verdade que você pode correr dos juros: identifique logo sua dívida e obtenha descontos. Aproveite para baixar logo o aplicativo do Gringo — é muito simples e rápido!

 

Fórum de discussão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine para receber conteúdo exclusivo

Baixe o App do Gringo

  1. Mire a câmera do celular na imagem
  2. Você vai direto para a loja de aplicativos
  3. Clique em baixar app