Roubo de motos: 9 cuidados que o motociclista deve ter para evitar

Não há como evitar 100% o roubo de motos, porém, com alguns cuidados é possível dificultar a ação criminosa. Confira as dicas e proteja a sua motocicleta.
roubo de motos

O roubo de motos é uma prática comum no Brasil. Somente no estado de São Paulo, no ano de 2021, foram registradas 30.625 ocorrências. Isso significa um aumento de 20% em relação a 2020.

Com a alta no número de roubo de motos, não somente em São Paulo, mas em todo o Brasil, a melhor maneira para evitar todo esse transtorno é adotar medidas preventivas. Pensando nisso, preparamos 9 dicas de cuidados que você precisa ter para evitar o roubo de motos. Acompanhe!

1. Tome cuidado ao estacionar e parar

Os bandidos aproveitam qualquer deslize para praticarem um delito. E é recorrente que, na correria do dia a dia, motociclistas esqueçam a chave na moto. Então, confira ao estacionar se a chave não ficou na ignição do veículo.

Sempre analise também as condições do local e prefira lugares com maior movimentação de pedestres e com câmeras de segurança ao estacionar. Fique de olho em caso de pessoas suspeitas e tente parar sua moto em locais que ofereçam mais segurança, como em garagens próprias e nos estacionamentos privativos.

2. Use alarmes sonoros

O alarme é um bom inibidor de roubo de motos. Por ser um dispositivo bastante comum, ele reúne muitas vantagens, como o fato de ser um acessório bastante acessível financeiramente.

O sinal sonoro emitido por um alarme é um inconveniente na hora do furto. Com o avanço da tecnologia, já é possível adquirir dispositivos que emitem um sinal no celular do proprietário. Bem prático, não é mesmo?

Algumas motocicletas já saem de fábrica com alarme. Se não for o caso da sua, procure um serviço especializado para a instalação do dispositivo, evitando possíveis danos na parte elétrica e eletrônica da moto.

3. Tenha rastreadores para combater roubo de motos

A tecnologia não só possibilitou a criação de alarmes mais avançados, mas também a utilização de rastreadores eficazes no combate ao roubo de motos. O rastreador consegue indicar a localização exata da motocicleta, e essa ajuda é essencial na ação policial — com maior probabilidade de recuperação do veículo.

O uso de um rastreador é bem mais eficaz no caso de roubo, quando há o contato do proprietário com o criminoso, pois a localização poderá ser identificada rapidamente. Hoje, já estão disponíveis equipamentos mais modernos que bloqueiam a moto e avisam a polícia automaticamente assim que houver a comunicação do roubo.

4. Aposte nos sensores de presença e imobilizadores

Algumas motos já vêm com um adicional tecnológico. É o caso daquelas que somente são acionadas com a chave original de fábrica.

Também são bastante comuns alguns modelos de bloqueadores e imobilizadores que travam a bomba de combustível ou só permitem a partida da moto se for identificado um sensor de presença.

Contudo, ao adicionar qualquer equipamento de segurança em sua moto, como imobilizador, alarme ou bloqueador confira se as peças tenham procedência, evitando possíveis problemas no futuro.

5. Opte por sistema de segurança para moto

O uso de sistema de segurança para evitar o roubo de motos é bastante tradicional. As correntes, por exemplo, têm grande resistência, sendo adaptadas para melhor servir o consumidor.

O uso de travas metálicas no disco de freio ou na coroa da moto também é bastante utilizado. Já os cadeados são ideais para prender as rodas dianteiras e traseiras. O travamento do guidão é outra medida de segurança contra o roubo de motos e, geralmente, já vem incluso no veículo direto da fábrica.

Hoje é possível encontrar uma grande variedade desses itens no mercado automotivo. Correntes, travas e cadeados são muito úteis, acessíveis e eficazes para evitar o furto de moto quando os criminosos não entram em contato com o motociclista.

6. Confira se a garagem é segura

Veículos guardados em garagens nem sempre estão seguros, sabia? Para evitar o roubo de motos na garagem, confira sempre as condições de segurança do local: o portão deve sempre estar trancado e o acesso ao veículo deve ser dificultado.

Ao guardar a moto, dê preferência para que ela não fique visível àqueles que transitam na rua. Em garagens coletivas de prédios, redobre a segurança e utilize algum dispositivo que evite a ação criminosa de bandidos.

7. Evite trafegar em rotas e horários menos seguros

O ideal é utilizar várias rotas ao dirigir à noite. O uso do mesmo trajeto pode facilitar a ação de bandidos, que ficam vigiando a possível vítima do roubo de motos.

Alguns horários também devem ser evitados, principalmente ao passar em locais mais desertos e com pouca iluminação. Também tome cuidado com o uso do GPS — nem sempre os aplicativos são 100% precisos, podendo levar o piloto a locais perigosos.

8. Invista em um seguro, caso seja possível

Os gastos com uma moto são muitos, mas a contratação de um bom seguro pode ser uma opção vantajosa para proprietários de veículos. Para os motoboys, por exemplo, o seguro concede segurança. Afinal, caso ocorra o roubo, eles não ficam totalmente no prejuízo e não perdem a sua principal ferramenta de serviço.

9. Preste atenção aos detalhes

A direção defensiva começa antes mesmo de ligar a moto. Ao subir no veículo, observe qualquer ação suspeita ou irregularidade não notada anteriormente, até mesmo em sua motocicleta.

Ao parar em semáforos, fique sempre alerta e, a qualquer sinal de ação criminosa, procure a melhor forma de evitar o roubo. Mas, atenção, nunca reaja a um assalto! Qualquer movimento, mesmo que involuntário, pode gerar uma reação violenta pelo bandido.

A motocicleta é a paixão de muitas pessoas. Ela é econômica, ocupa bem menos espaço e é uma ferramenta de trabalho cada vez mais utilizada. Mas é importante evitar ao máximo as situações que podem levar ao roubo de motos. O ideal é investir em segurança e, quanto mais cuidado com o seu bem, menor a chance de prejuízos.

Que tal aproveitar estas dicas e deixar sua moto mais segura? Apesar de ser um veículo bem econômico, é normal surgirem despesas inesperadas, principalmente multas de trânsito. Conheça as multas mais comuns para quem anda de moto e evite esse gasto indesejado!

 

Fórum de discussão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine para receber conteúdo exclusivo

O Super App que simplifica a vida do motorista! IPVA, CRLV, Licenciamento, CNH e mais.
O Super App que simplifica a vida do motorista! IPVA, CRLV, Licenciamento, CNH e mais.

Baixe o App do Gringo

  1. Mire a câmera do celular na imagem
  2. Você vai direto para a loja de aplicativos
  3. Clique em baixar app