Teste psicotécnico do Detran: O que é, o que avalia e como funciona?

O teste psicotécnico do Detran é um dos primeiros passos para tirar a habilitação ou renová-la. Mas muitos não entendem bem para que serve. Neste post, você vai descobrir!
Teste psicotécnico do Detran

O processo para obter a primeira Carteira Nacional de Habilitação, seja ela a CNH B ou A, é repleto de fases. Mesmo que não esteja nos seus planos tirá-la em breve, vale a pena conhecer o processo para se preparar. Antes das provas teóricas e práticas, tem outra etapa muito importante: o teste psicotécnico do Detran.

Como qualquer teste psicológico, ele tem o objetivo de avaliar como o futuro condutor vai lidar com as adversidades do trânsito no dia a dia. Se está procurando mais informações a respeito, como uma média de valor, como o teste funciona e se é possível reprovar ou até mesmo recorrer, acompanhe os próximos tópicos.

O que é o teste psicotécnico do Detran?

Talvez você já tenha passado por um processo seletivo em que o setor de RH aplicou um teste para analisar sua personalidade ou perfil profissional. Pois bem: o teste psicotécnico do Detran tem um intuito parecido.

A diferença é que o objetivo do órgão é identificar se você tem condições psicológicas para dirigir. Afinal, conduzir um veículo demanda bastante responsabilidade, pois o motorista se responsabiliza por dezenas de vidas que compartilham o trânsito com ele.

É comum que nas autoescolas, já durante as aulas teóricas, os professores reforcem isso: que seu transporte pode funcionar como uma arma quando não é bem utilizado. Noções de direção defensiva são essenciais, principalmente em um país que registra mais de 70 acidentes por hora, todos os dias.

O teste psicotécnico do Detran avalia traços de personalidade e cognição do condutor. Ele confere, por exemplo, o raciocínio lógico, a tomada de decisões e a concentração, além dos níveis de impulsividade.

Por que o teste psicotécnico do Detran é tão importante?

Já são mais de 24 milhões de veículos rodando apenas em São Paulo. Nos horários de pico, esse número parece dobrar nas grandes rodovias. Nessas condições, situações de imprudência, como uso excessivo de buzina, “ser fechado” por outros automóveis ou realizar ultrapassagens indevidas, acabam levando os motoristas ao limite.

Chega-se a um ciclo sem fim. Condutores estressados descontam sua ira na forma de dirigir, sendo, eventualmente, imprudentes, e colaborando para um trânsito mais hostil. Por sua vez, um trânsito mais violento cria motoristas cada vez menos pacientes, o que potencializa a quantidade de pessoas em risco (de motoristas a pedestres), bem como de animais em risco.

O teste psicotécnico do Detran serve, principalmente, para analisar se o condutor está pronto para lidar com certos eventos estressores. Eles exigem muito mais que controle técnico da máquina, além de um bom equilíbrio emocional para dirigir de forma defensiva.

Assim como nos testes realizados em processos seletivos, o profissional mais capacitado para aplicar o teste psicotécnico é o psicólogo. Afinal, são avaliações psicológicas que necessitam, primeiramente, de aprovação do CFP (Conselho Federal de Psicologia). Se alguém com uma formação diferente for responsável pela realização da prova, a prática contará como exercício indevido da profissão, o que o tornará sujeito às sanções previstas em lei.

Quem precisa fazer o teste psicotécnico do Detran?

Não são só os aspirantes a motorista que dependem da aprovação no teste psicotécnico do Detran. Os condutores imprudentes que tiverem sua CNH cassada, isto é, sofrerem a maior penalidade do Código de Trânsito Brasileiro, também terão que realizar uma nova prova. Você sabe em que situações isso pode acontecer?

Cassação da CNH

Quando o documento é cassado, a pessoa perde seu direito de dirigir por 2 anos e, antes de voltar a fazê-lo, deve repetir o processo de aprendizagem, refazendo o cadastro no Detran, matriculando-se em uma autoescola e refazendo todos os testes — inclusive o psicotécnico. Vale lembrar que sempre é possível recorrer contra as penalidades.

Segundo o CTB (Código de Trânsito Brasileiro), os casos que podem resultar na cassação da CNH são:

  • dirigir com a carteira suspensa;
  • reincidir em uma infração autossuspensiva;
  • cometer crime de trânsito e ser condenado judicialmente.

Caso você esteja na dúvida, as infrações autossuspensivas são aquelas que levam à suspensão do direito de dirigir — além de multa e medidas administrativas. Alguns exemplos são:

Motoristas profissionais

Para os motoristas profissionais, como os taxistas, é preciso refazer o teste psicotécnico do Detran toda vez que a CNH for renovada, o que deve acontecer a cada cinco anos. É essencial lembrar que a legislação foi flexibilizada para essas pessoas nos últimos anos. Confira as principais modificações:

  1. O limite de pontos na CNH passou para 40 (antes era 20). Para os motoristas comuns, esse limite é flexível. Ao levarem alguma multa gravíssima, o limite cai para 30. Com reincidência, volta ao número original (20). Mas, para os motoristas profissionais, é 40, independentemente das infrações cometidas,
  2. O curso de reciclagem, que era obrigatório ao atingir 30 pontos em um período de 12 meses, se tornou facultativo.

No entanto, a obrigatoriedade de refazer o teste psicotécnico pode acabar abrangendo todos os que têm CNH. Existe um projeto de lei, que está tramitando desde 2015, com o intuito de tornar o exame psicológico obrigatório para todos os motoristas que estiverem renovando a CNH.

Quanto custa o teste psicotécnico do Detran?

As taxas do Departamento de Trânsito variam de estado para estado. Por isso, vale a pena informar apenas uma média que atenda boa parte das regiões. Em geral, para fazer o exame, o condutor precisa desembolsar a partir de R$ 102, 14 até R$ 250. Para mais informações sobre as taxas cobradas pelo Detran de São Paulo, é melhor consultar o portal institucional do órgão.

Como funciona o teste psicotécnico do Detran?

É comum que quem vai realizar o teste o considere semelhante a algumas atividades infantis. Nele, são empregadas técnicas e métodos que, embora pareçam inofensivos, servem para analisar se o candidato está apto ou não para prosseguir com o processo de habilitação.

Nesses exames não há certo nem errado, afinal o objetivo é compreender aspectos de quem passa pelo teste. A seguir, conheça alguns tipos de exames psicotécnicos.

Teste PMK

Esse é um dos mais usados nas autoescolas. O PMK examina a coordenação motora, a percepção, a capacidade de observação e outros aspectos. Sua execução consiste em fazer traços e desenhos, que, em geral, formam casas, círculos, formas geométricas etc.

Anamnese

A anamnese se trata de uma entrevista. Por meio dela, o entrevistador analisa aspectos da personalidade do entrevistado, observando, inclusive, como ele se comporta durante essa etapa: se ele sua, seu tom de voz, a sustentação do olhar, a linguagem corporal e outros elementos.

Atenção concentrada

Comum em processos seletivos, o teste de atenção concentrada avalia a capacidade da pessoa de se manter focada durante determinado tempo. Em um dos formulários usados para esse exame, há dezenas de triângulos, em diferentes posições. Geralmente uma delas se destaca, e é ela que deve ser marcada pelo indivíduo.

Quais são os critérios de avaliação?

O foco desse exame é avaliar as condições mentais da pessoa, seja qual for a categoria de CNH almejada. Para isso, serão analisados fatores como:

  • raciocínio lógico;
  • capacidade de resposta a estímulos;
  • capacidade de diferenciar as cores;
  • memória;
  • personalidade;
  • atenção;
  • destreza.

Quais são os resultados possíveis?

De acordo com o Contran, na Resolução 425/12, a avaliação psicológica tem os seguintes resultados:

  1. Apto: quando o desempenho no teste foi suficiente para avançar no processo, o futuro condutor é considerado apto para conduzir um automóvel,
  2. Inapto temporário: nesse caso, o indivíduo teve um bom desempenho, mas precisa de um ou outro detalhe para estar 100% apto.
  3. Inapto: a pessoa não está apta para começar (ou continuar) a dirigir.

Como se preparar para o teste psicotécnico do Detran?

Diferentemente do exame técnico, que acontece após as aulas teóricas dadas pela autoescola, não cai um conteúdo específico no teste psicotécnico do Detran. Como já dissemos, o foco dessa prova é avaliar suas condições mentais para participar do trânsito como motorista. Portanto, são essas condições que serão postas em cheque.

Mesmo sem um material para se basear, é possível se preparar de outras formas, zelando pela sua mente e corpo antes do grande dia. Veja algumas dicas!

Durma bem

Uma noite mal dormida compromete a memória e o raciocínio. O processamento cognitivo não se recupera com facilidade, ainda que as noites seguintes sejam melhores. Então, antes de uma prova importante, é essencial que a pessoa esteja descansada e tenha dormido bem na noite anterior.

O nervosismo e a ansiedade são comuns. Se tem dificuldade com isso, busque alternativas para contornar essas sensações, como o consumo de chás calmantes antes de deitar e evitar comidas com digestão lenta.

Modere uso de telas

Usar o celular antes de dormir é uma prática muito comum, mas não é nada saudável para a produção de melatonina, o hormônio do sono. Além disso, é provável que o uso de redes sociais contribua para sua ansiedade ao invés de ser uma simples distração.

Por via das dúvidas, use dispositivos eletrônicos de forma moderada na véspera do teste. Isso também vale para computadores, tablets e televisão. Tenha em mente que sua mente precisa estar tranquila para a manhã seguinte e dar um tempo nas distrações pode ajudar com isso.

Alimente-se bem

A véspera de um exame não é um bom momento para provar comidas novas. Se possível, na noite anterior, faça uma refeição leve, que permita uma digestão rápida e lhe permita ir para a cama mais cedo. No dia seguinte, antes da prova, faça o mesmo. Priorize a ingestão de frutas que não pesem no estômago.

Organize-se

O atendimento em órgãos como o Detran nem sempre é rápido. O volume de pessoas é alto na maioria dos dias. Portanto, organize-se para chegar cedo, principalmente se você morar longe do departamento da sua cidade. Lembre-se que, quanto mais cedo chegar, mais rápido ficará livre para retornar às suas atividades habituais.

Baixe apps que simulem as questões do teste

Tem dificuldade com questões de raciocínio lógico? Saiba que tem aplicativos para treinar essa habilidade. Vale a pena repetir alguns exercícios antes do teste. Só não precisa ser na véspera, ok?

Elevate

Esse app aprimora as habilidades em matemática, ajudando a melhorar a concentração e a memória. Conforme o usuário vai avançando, o nível vai acompanhando, tornando-se mais difícil!

Luminosity

Uma equipe de neurocientistas desenvolveu o Luminosity, um aplicativo com exercícios diários de treinamento cerebral, para estimular a memória, a velocidade na tomada de decisões e o raciocínio lógico.

Amazing Alex

Sabe o Angry birds? O Amazing Alex é um jogo de estratégia que estimula seus usuários a aprimorar o raciocínio para prosseguir de fase. Vale a pena jogar!

E se reprovar no teste psicotécnico do Detran?

Reprovar no teste psicotécnico do Detran é uma possibilidade! Se isso acontecer e o candidato desejar, é possível recorrer, requerendo uma nova avaliação do resultado junto ao órgão ou entidade executiva de trânsito. Não precisa fazê-lo de imediato: o processo pode ser iniciado em até 30 dias.

É tempo suficiente para reavaliar o que fez no teste e o que deve ser aprimorado para realiza-lo novamente e alcançar um resultado diferente. Lembrando que o prazo de 30 dias começa a contar a partir do dia do exame. Quem faz a nova revisão é a equipe da junta médica ou psicológica, composta por médicos peritos de trânsito ou especialistas em medicina de tráfego.

Caso, mesmo após a segunda revisão, o resultado continuar sendo “inapto”, o candidato ainda pode enviar uma solicitação de recurso para o Conselho Estadual de Trânsito (Cetran).

O teste psicotécnico do Detran é uma fase importante no processo de habilitação. Para motoristas novatos ou experientes, ele serve para avaliar quem está apto para enfrentar o dia a dia do trânsito, que pode ser muito estressante e cansativo.

De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), no Brasil já existem mais de 1,5 milhão de motoristas profissionais, ou seja, que dependem da direção para trabalhar. Números assim reforçam a importância da colaboração de todos para que o trânsito seja mais seguro — não apenas para condutores, mas para ciclistas e pedestres também. O objetivo do teste psicotécnico do Detran é garantir que os motoristas colaborem para esse fim.

Este conteúdo foi útil para você? Assine nossa newsletter e para receber os próximos em primeira mão!

 

Fórum de discussão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine para receber conteúdo exclusivo

O Super App que simplifica a vida do motorista! IPVA, CRLV, Licenciamento, CNH e mais.
O Super App que simplifica a vida do motorista! IPVA, CRLV, Licenciamento, CNH e mais.

Baixe o App do Gringo

  1. Mire a câmera do celular na imagem
  2. Você vai direto para a loja de aplicativos
  3. Clique em baixar app