Taxa de licenciamento: o que é e quanto custa?

Ao comprar um veículo o condutor assume alguns gastos, entre eles, a taxa de licenciamento anual. Entenda como ela funciona!
taxa de licenciamento

Olá, motorista!

Ter um carro envolve certas despesas, sejam elas com manutenção, combustível, IPVA, entre outros. Entre os mais importantes, está a taxa de licenciamento anual, tendo em vista se tratar de um documento que atesta que o veículo está dentro da regularidade para circular.

Sendo assim, ele é obrigatório para todos os condutores. Mas, você sabe qual a sua importância, quando deve ser pago, qual é o seu valor e demais informações relevantes sobre o assunto? Então, leia este artigo para esclarecer as suas principais dúvidas.

O que é taxa de licenciamento?

A taxa de licenciamento está ligada ao processo de regularização do veículo, possibilitando que o condutor circule com ele sem que ocorram problemas com os órgãos fiscalizadores. Por meio dele, é possível obter o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), que deve ser apresentado ao ser parado em uma blitz.

A falta de apresentação desse documento pode ocasionar a aplicação de multas ou, até mesmo, apreensão do carro, levando em conta que se trata de uma infração gravíssima conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Por que ela existe?

O licenciamento comprova que o veículo se encontra nas condições adequadas para circular nas vias públicas com segurança e que não tem problemas como furto, roubo, clonagem e demais. Além disso, o item atesta que o automóvel está adequado aos requisitos legais ligados ao meio ambiente — por exemplo, emissão de gases poluentes e ruídos.

Quando ela custa?

O valor da taxa de licenciamento varia conforme cada estado. Por exemplo, no estado de São Paulo, o valor será de R$ 144,86 em 2022. É importante ressaltar que você só vai conseguir ter em mãos o CRLV se já tiver pago o IPVA e o seguro obrigatório. Outro ponto relevante é que caso tenha multas pendentes, elas também deverão ser pagas antes de finalizar o licenciamento.

Quando a taxa de licenciamento precisa ser paga?

O licenciamento do veículo deve ser renovado todos os anos, por isso, é um gasto que deve ser inserido no orçamento anual. Além disso, nem todos os estados procedem da mesma maneira em relação às datas de pagamento, então, é preciso conferir como funciona no estado em que você mora.

Normalmente, os órgãos responsáveis pelo recebimento fazem um rodízio conforme o número final dos veículos. Veja de que forma a cobrança funcionará no Estado de São Paulo.

Veículos automotores

  • placas com finais 1 e 2: até o dia 29 de julho;
  • placas com finais 3 e 4: até 31 de agosto;
  • placas com finais 5 e 6: até dia 30 de setembro;
  • placas com finais 7 e 8: até 31 de outubro;
  • placas com final 9: até dia 30 de novembro;
  • placas com final 0: até dia 30 de dezembro.

Caminhões

  • placas com finais 1,2,3 e 4: até dia 31 de outubro;
  • placas com finais 5,6 e 7: até 30 de novembro;
  • placas com finais 8,9 e 0: até dia 30 de dezembro.

O boleto pode ser gerado pela internet e ser pago em bancos credenciados, casas lotéricas, entre outros.

Quais são as possibilidades de parcelamento?

É possível realizar o parcelamento da taxa de licenciamento 2021 por meio do App Gringo. Você também pode aproveitar para pagar e parcelar demais débitos relacionados ao veículo. Ao emitir a guia de pagamento no Detran para fazer o pagamento, você só terá a opção de fazer a quitação à vista. Então, uma boa dica é aproveitar as facilidades proporcionadas pela ferramenta.

Além disso, você pode fazer o adiantamento da taxa, ficar mais tranquilo quanto aos prazos e evitar atrasos. Para isso, basta adiantar o licenciamento por meio do aplicativo e pagar junto do IPVA e DPVAT.

Caso esteja pensando nessa possibilidade, saiba que as condições são excelentes, já que você tem a opção de pagar à vista por boleto, transferência bancária ou parcelar em até 12x de todos os valores juntos.

É possível pagar taxa de licenciamento sem ter pago o IPVA?

Isso não é possível. Afinal, a taxa de licenciamento não é liberada para pagamento até que todos os débitos relativos ao veículo sejam quitados, inclusive, multas e IPVA. Não se esqueça de que o CRLV é expedido para atestar que o veículo está em dia e não apresenta débitos, então, é importante pagar todos os valores ligados a ele antes de pagar o licenciamento.

Outra questão é que se você atrasar o IPVA, deverá fazer o pagamento de juros diários que podem aumentar com o tempo e, até mesmo, ter seu nome inscrito na dívida ativa. Por esse motivo, é interessante que você utilize o App Gringo para pesquisar os valores a serem quitados, fazer o parcelamento caso seja viável e ficar em dia com todas as suas responsabilidades.

Como o Gringo pode ajudar nesse sentido?

A maneira mais rápida e simples de fazer a consulta da taxa de licenciamento do seu veículo é pelo App Gringo. Para isso, basta acessar a ferramenta com o seu CPF e placa do carro, clicar no campo de débitos e, assim, já é possível averiguar o valor e a data de pagamento. Você pode aproveitar para quitar o débito à vista ou por meio do parcelamento disponível.

Você também pode fazer a consulta do licenciamento por meio do site do Detran do seu estado, no entanto, essa é uma opção mais demorada. Nesse caso, você deve acessar a página do órgão, acessar o campo “Veículos – débitos, restrições e vistorias”. Depois disso, faça o cadastro com o CPF, senha, placa do veículo e número do RENAVAM. Então, será possível visualizar todos os dados do licenciamento e expedir uma guia de pagamento.

Dessa forma, sempre que precisar de fazer uma nova consulta, será preciso inserir todas as informações novamente.

Como pagar a taxa de licenciamento?

Para realizar o pagamento da taxa de licenciamento por intermédio do App Gringo e conseguir emitir o CRLV atualizado, é preciso seguir um passo a passo:

  • acessar a ferramenta com o CPF e a placa do carro;
  • na primeira página já é possível consultar a situação do automóvel e clicar no campo relacionado ao débito para ver mais informações;
  • nessa aba, você pode acompanhar todos os débitos do automóvel, inclusive a taxa de licenciamento;
  • após, clique em pagar os débitos e escolha a melhor alternativa: à vista no boleto bancário ou em até 12 vezes no cartão de crédito.

Como já falamos ao decorrer do conteúdo, também é possível fazer o pagamento da taxa pelo site do Detran do seu estado, contudo, o processo é um pouco mais burocrático e complicado. Funciona assim:

  • acesse a página do Detran e clique na aba “débito, restrições e vistorias” ou procure por “licenciamento anual” na aba de pesquisa;
  • nesse momento, será necessário se cadastrar e inserir dados como CPF, senha, RENAVAM e placa do veículo;
  • após, você pode visualizar as informações sobre taxa de licenciamento, dia de pagamento e realizar a emissão da guia;
  • com a guia de pagamento em mãos, é só ir a uma agência bancária credenciada, utilizar o aplicativo do banco ou se dirigir à casa lotérica e fazer o pagamento à vista.

Qual é a diferença entre CRLV e CRV?

Pelo fato de serem siglas parecidas, é comum que os motoristas façam confusões relacionadas ao dois documentos. Então, saiba que o CRLV e CRV não são a mesma coisa.

O Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) é um documento que comprova que o veículo está em dia com todas as responsabilidades previstas em lei e passou por uma vistoria que assegurou seu funcionamento de maneira adequada. Isso significa que o bem está apto para circular pelas vias.

Já o Certificado de Registro de Veículos (CRV) é de um documento parecido com o RG do automóvel, que atesta que ele existe, além de apresentar suas principais características e o nome do seu proprietário. É emitido assim que o veículo é emplacado pela primeira vez e não precisa ser renovado todos os anos, exceto nos casos de transferência para outra pessoa, quando o proprietário muda de cidade ou quando ocorrem alterações no carro, por exemplo, mudança da cor.

O que é CRLV digital?

Com o avanço da tecnologia, o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo passa a ser expedido no formato digital, eliminando, então, o documento no modelo físico, ou seja, impresso. No entanto, o CRLV-e, como é conhecido em sua versão digital, tem a mesma validade jurídica cedida ao documento físico.

Para ter acesso ao CRLV digital, é necessário que o proprietário do veículo tenha pago todas as dívidas referentes ao bem, como impostos, multas, taxas obrigatórias, entre outros.

Além disso, o CRLV-e pode ser acessado no Portal de serviços do Detran ou pelo aplicativo “Carteira Digital de Trânsito – CDT”, disponível para smartphones iOS ou Android.

A boa notícia é que o aplicativo é gratuito e pode ser baixado no App Store e no Play Store. Mas, ao utilizar a ferramenta pela primeira vez e realizar o passo a passo adequado para acessar o documento, o acesso passa a ser possível mesmo se o celular não estiver conectado à internet.

Para baixar o aplicativo CDT, é preciso ter em mãos o código de segurança do Certificado de Registro do Veículo (CRV) e o número do RENAVAM do automóvel. O passo a passo a ser seguido é:

  • baixe o aplicativo Carteira Digital de Trânsito no seu celular;
  • clique em entrar com gov.br e faça o cadastro;
  • na tela inicial da ferramenta, clique na aba “Veículos”;
  • depois, clique em “Toque aqui para adicionar um CRLV”;
  • digite o número do RENAVAM;
  • digite o código de segurança presente no CRV;
  • enfim, o documento estará disponível para download.

Como compartilhar o CRLV digital

O compartilhamento do CRLV-e é possível para quem tem o cadastro no aplicativo CTD e o tenha instalado no celular. Até o momento, é permitido cinco compartilhamentos de forma simultânea, contudo, existe a expectativa de elevar esse número para atender proprietários de frotas maiores.

Nesse caso, basta inserir o número de CPF de quem vai receber o documento, então, o usuário vai receber uma mensagem eletrônica para aceitar ou não o compartilhamento. Quando o dono do automóvel não quiser mais compartilhar o CRLV, e só clicar no campo cancelar.

Como imprimir o CRLV digital

É preciso deixar claro que a impressão do documento não é obrigatória, mas existem condutores que preferem circular com o veículo com o formato físico do CRLV em mãos. Sendo assim, a impressão do documento é autorizada.

É possível realizar a impressão pelo aplicativo ou pelo Detran do estado em que o veículo se encontra registrado. Para imprimir por meio do aplicativo é necessário fazer o seu download e realizar o cadastro, acessar a aba “Veículos”, escolher o carro que pretende ter o documento impresso e, então, inserir a chave de acesso, clicar no canto inferior da tela, escolher a opção “Exportar”. Dessa forma, o documento ficará disponível para ser impresso.

O que fazer caso já tenha pago a taxa de licenciamento, mas não recebeu o CRLV?

Pelo fato de o CRLV ser digital, não é preciso esperar mais que o documento físico chegue até sua residência. Dessa forma, ao pagar a taxa de licenciamento com o App Gringo, fica muito mais fácil ter acesso ao CRLV-e do seu veículo. Afinal, assim que o valor referente ao licenciamento for pago, a versão digital já fica disponível na ferramenta para consultar sempre que quiser.

Agora que você entendeu a importância de estar com a taxa de licenciamento em dia, é necessário estar por dentro do seu valor e da data de pagamento. Dessa forma, você consegue evitar problemas que os débitos podem causar, como a aplicação de multas ou a apreensão do veículo.

Gostou deste artigo? Então, assine a nossa newsletter para receber conteúdos relevantes sobre outros temas em seu e-mail!

 

Fórum de discussão

4 respostas

  1. Porque pagar esta taxa já que não sei como eles sabem que meu carro está de acordo.
    Ou tenho que levar no DETRAN para eles verificarem?????????

    1. Fala, João! Tudo bem com você?
      Não amigo, só se você tiver alguma vistoria pendente. Pagando essa taxa anual, o Detran irá verificar se o seu veículo está apto para ter o CRLV. Para o Detran liberar o seu CLRV, a placa precisa estar em dia: sem pagamentos em atraso (como IPVA, multa ou licenciamento vencido) e sem bloqueios/restrições. Se o veículo possuir algum débito vencido, será necessário pagar antes de licenciar. Bloqueios/restrições também impedem o licenciamento, e dever ser retiradas diretamente com o Detran. Após a baixa de todas as pendências pelo Detran, ocorrerá a liberação e emissão do CRLV. Este CRLV será válido até o vencimento do próximo licenciamento. Lembrando que você poderá pagar todos os débitos no APP Gringo. Baixe o app no link: https://gringo.com.vc/qrcode-gringo/. Belezinha?
      Qualquer dúvida, é só chamar #SeuAmigoGringo🚗💙

  2. Comprei um carro já licenciado, porém ao tentar pagar a taxa de transferência pelo app da caixa percebi que vem cobrando taxa de licenciamento novamente, isso está certo? o licenciamento ainda vai vencer no mês 10/22

    1. Opa Carlos, tudo bem?!
      Então amigo, é que para efetivar a transferência, é necessário quitar todos os débitos em aberto mesmo o licenciamento 2022 vencendo só em outubro. Assim, você ficará com o veículo em dia até outubro de 2023. Temos uma matéria bem legal sobre transferência > https://gringo.com.vc/blog/transferir-um-veiculo-taxas-documentos. Depois dá uma olhadinha, beleza? 😉
      Qualquer dúvida, é só me chamar #SeuAmigoGringo🚗💙

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine para receber conteúdo exclusivo