VISTORIA VEICULAR PARA TRANSFERÊNCIA: COMO FUNCIONA?

Vistoria veicular é uma avaliação obrigatória feita em veículos, seja particular ou comercial, pelo Detran de cada Estado. Ela pode ser para Transfrência de veículo, prévia ou cautelar.
Gringo-Vistoria veicular
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Olá, motorista. Tudo bem?

Imagino que toda a burocracia de ter um veículo pode confundir qualquer um, não é mesmo? E uma dessas grandes tarefas é a vistoria de veículos que, além de ser essencial, ainda pode ser difícil de se entender todos os detalhes e regras, ainda mais quando se trata de  vistoria e inspeção veicular, aí vira uma confusão, né? 

Pensando nisso, vou te explicar como funcionam as vistorias de carros, para quê servem, quando fazer e até o que é analisado nela.

O que é vistoria veicular?

Vistoria veicular é uma avaliação obrigatória feita em veículos, seja particular ou comercial, pelo Detran de cada Estado. É através dessa vistoria que os órgãos de controle (Detrans) conseguem fiscalizar a segurança dos veículos que circulam em vias públicas.

As vistorias atestam a veracidade da propriedade do veículo, ou seja, se quem está se dizendo dono dele, de fato é, além, claro de validar o chassi e garantir que o veículo não foi roubado ou adulterado.

Também são responsáveis por dizer se o veículo é seguro para rodar na cidade, se a manutenção está em dia, se está em boas condições.

E, por último, a vistoria assegura se o veículo mantém as mesmas características do documento.

Então, vale lembrar que ela não apenas analisa o estado do veículo e sua saúde, como também a veracidade dos seus documentos. Em breve eu vou explicar quais documentos são necessários, ok?

Quando fazer a vistoria no meu veículo?

  1. Transferência: a vistoria veicular é obrigatória sempre que houver uma transferência do automóvel, seja ele um carro, uma moto ou um caminhão, por exemplo. Além de ser obrigatória, ela é muito importante para atestar para o comprador que aquele veículo é seguro e está em ordem com as regras de trânsito do país;
  2. Se alterada a categoria do veículo: Um táxi tiver virado carro particular, ou uma van de transporte tiver virado um motorhome, a vistoria é obrigatória e a mudança dos documentos do veículo, também;
  3. Se o proprietário ou proprietária mudar de município: Neste caso, também é obrigatório a vistoria e alteração dos documentos;
  4. Caso haja alterações nas características do veículo: Por exemplo, mudança de cor ou personalização na carroceria.

Quais são os tipos de vistoria veicular?

Existem alguns tipos de vistorias veiculares, algumas delas são bastante específicas, por isso, vou explicar as principais aqui, mas caso você queira detalhes das demais, é só fazer um comentário aqui nesse artigo, que meu time te ajudará, ok? 

Vistoria veicular para transferências

Essa provavelmente é a mais conhecida. Ela é feita quando o veículo vai mudar de propriedade ou o proprietário vai mudar de município. Além de obrigatória, o automóvel só está apto para circular se estiver com essa vistoria em dia.

Vistoria veicular prévia

Se você pretende incluir seu veículo no seguro (o que eu recomendo), você vai precisar da vistoria prévia, então essa é uma vistoria privada, ou seja, não tem controle algum do Detran. Ela serve para dizer como seu veículo está e o quanto pode ser um risco financeiro ou não para a seguradora. E ela é necessária não só na contratação da primeira seguradora, como na troca de fornecedora, tá bom?

Vistoria cautelar

Quando você vai comprar um veículo na concessionária, ou direto com o proprietário, esse veículo precisa estar avaliado em uma vistoria cautelar. Ela vai olhar a mesma coisa que as demais, e é minuciosa, olha as pinturas, o motor, o chassi.

É por isso que essa vistoria é tão importante, porque através do Chassi é possível saber se o veículo foi furtado, ou adulterado. Também é possível descobrir se este veículo já esteve em algum leilão de carros abatidos.

A vistoria é feita por um perito qualificado, por isso, se o veículo tiver algum dano estrutural, como desalinhamento de carroceria, a vistoria será rejeitada.

Na imagem abaixo tem melhores referências:

Gringo - Vistoria veicular

Quais documentos são necessários para fazer a vistoria do veículo?

Lembra que eu disse que a vistoria não é apenas para os veículos, mas também para seus documentos? Então, não esqueça de levá-los com você quando for fazer uma vistoria. Eles são os seguintes:

  • CNH do condutor;
  • Identidade – RG e CPF;
  • CRLV – o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo;
  • CRV – o Certificado de Registro de Veículo

Uma observação super importante é que a pessoa proprietária do veículo não precisa estar presente na vistoria, basta que o condutor seja habilitado e esteja portando os documentos necessários. Por isso, se você não se sente confiante com as possíveis tecnicidades de uma vistoria, pode pedir para alguém de confiança te acompanhar ou levar o veículo para você.

Qual a diferença entre vistoria e inspeção?

Apesar de ter muita confusão entre si, a vistoria não é a mesma coisa que a inspeção, porém ambas devem andar sempre juntas.

A vistoria é uma avaliação externa que considera apenas as características físicas de funcionamento do veículo, como os vidros, ou fechamento das portas, por exemplo. 

Além dessa verificação, a vistoria analisa os documentos do veículo para garantir a autenticidade. O objetivo da vistoria, além de garantir que o veículo é seguro para circular, é controlar a procedência dos automóveis. 

Já a inspeção é uma avaliação bastante minuciosa. A diferença entre a vistoria e a inspeção está mais ligada ao fato de que na inspeção é feito o teste de rodagem, ou seja, atesta-se que aquele veículo não apresenta perigo estrutural ao trafegar, por isso ela é exigida apenas em casos como inclusão de combustível gás ou alterações estruturais como a inclusão de um eixo ou de uma carroceria.

A inspeção deve ser feita por profissionais habilitados, como engenheiros. 

É através da inspeção que analisarão se os pneus estão carecas, se os freios funcionam bem, por exemplo. Além das obrigatoriedades como o chassi e documentos.

O Inmetro é o órgão que regula as inspeções com seus padrões de qualidade, apesar disso, quem dita quais são as regras é o Contran (Conselho Nacional de Trânsito).

Quanto custa uma vistoria veicular?

Outra coisa que sempre me perguntam é: quem paga o laudo de vistoria veicular? Quanto custa uma vistoria veicular? 

A verdade é que, diferente dos outros documentos que o Detran gera, não existe um preço tabelado para vistoria veicular, ou para inspeção veicular. Existe uma tabela de preços que é sugerida e varia de Estado para Estado, mas os profissionais podem mudar o preço eventualmente.

A média da vistoria veicular em SP é de R$100 a R$200, para transferência. 

Já para um laudo cautelar, a média é R$300 e pode chegar a R$500

Quando a pergunta é “Quem paga por esse laudo?” A resposta está na Lei Federal n°13.111/2015, onde diz que o vendedor precisa fazer a vistoria veicular e pagar por ela, para então passar o veículo para outra propriedade. 

Mas essa lei não é para todas as situações, apenas quando a transação, ou seja, a venda, é feita entre pessoa física e pessoa jurídica, em resumo, quando você compra de uma concessionária, revendedora, ou empresa, ok? Ainda assim, vale sempre negociar.

Já para vendas feitas por pessoas físicas, o vendedor não é obrigado a pagar a vistoria veicular, entretanto, isso pode ser um dos tópicos de negociação antes de fechar a venda. 

Onde fazer o laudo de vistoria veicular?

Você pode fazer o laudo de vistoria veicular na empresa credenciada pelo Detran mais próxima de você, mas lembre-se que esse documento é bastante importante, então procure boas empresas, com boas reputações. 

Essa vistoria normalmente não demora mais que 2 horas, dependendo da empresa, e é necessário agendamento prévio, tá? 

Ficou com alguma dúvida não respondida? Gostou do conteúdo? Escreve um comentário aqui embaixo com #chamaogringo, que nós te responderemos!

 
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Fórum de discussão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine para receber conteúdo exclusivo