Renavam: um guia completo

Entre tantas siglas que temos que conhecer no dia a dia , às vezes nos perdemos. E hoje, pelo jeito, você está com dúvidas sobre o Renavam. Todo mundo que tem ou pretende ter um carro precisa saber o que é Renavam, e estamos aqui para explicar tudo sobre ele. Então, vamos lá!
Renavam um guia completo
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Olá, motorista! Tudo bem?

Entre tantas siglas que temos que conhecer no dia a dia , às vezes nos perdemos. E hoje, pelo jeito, você está com dúvidas sobre o Renavam. Todo mundo que tem ou pretende ter um carro precisa saber o que é Renavam, e estamos aqui para explicar tudo sobre ele. Então, vamos lá!

O que é Renavam?

Renavam nada mais é que o Registro Nacional de Veículos Automotores. É um número fixo e intransferível, que serve como documento de identidade do carro desde a sua fabricação até seu descarte final. O número não muda nunca, mesmo que o veículo seja vendido ou transferido no seu tempo de uso. O Renavam de cada veículo é gerado no primeiro licenciamento, que acontece no Detran do estado de residência do proprietário após a compra do veículo novo.

Como é esse número?

Atualmente, o Renavam é um número de 11 dígitos. Antes de 2013, ele tinha apenas 9 numerais, mas foi necessário acrescentar mais dígitos devido ao número crescente de veículos em circulação no Brasil.

Existem números diferentes de Renavam para cada tipo de veículo, como motos, carros e caminhões. E os números são padronizados, não importa em que estado esteja registrado.

O número tem mais ou menos essa carinha: 1234567890-x com um dígito verificador, num sistema desenvolvido pelo Serpro, o Serviço Federal de Processamento de Dados.

Pra que o Renavam serve?

O Renavam serve para guardar informações detalhadas sobre o veículo e todo seu histórico.

Para começar, as características físicas, como: marca do carro, o modelo, a cor, o chassi, o ano do modelo e qualquer alteração devido a batidas e acidentes.

Além disso, pelo Renavam também é possível fazer uma consulta sobre roubos ou furtos do veículo, bloqueios judiciais ou administrativos, e débitos pendentes. Opa, débitos? Bloqueios? Roubos? Sim! Essas informações são fundamentais para manter a documentação em dia, e principalmente se você está comprando ou vendendo um carro usado ou seminovo.

Onde encontro o meu número Renavam?

Calma, você vai encontrar esse número rapidinho. O Renavam aparece escrito nos documentos CRV e CRLV do carro. Importante lembrar que esses dois documentos são o Certificado de Registro de Veículo e o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo. São dois documentos com nomes parecidos, mas que têm funções diferentes e são muito importantes! Caso você tenha dúvidas sobre eles, pode ver aqui:

Basicamente, o CRV é o “recibo de compra e venda”, e o CRLV é o “documento de licenciamento”. Esses documentos devem ser atualizados principalmente na compra ou venda de um carro, e em especial, o CRLV deve ser atualizado todo ano.

Atenção! É obrigatório ter o CRLV atualizado sempre em mãos ao dirigir. Você pode carregar ele no celular, com ajuda do app do Gringo, ou na versão impressa, as duas versões são válidas. Isso confere segurança ao carro e ao motorista.

Só tenho CRLV digital, o Renavam está lá?

Sim, o CRLV, antes conhecido como o documento “verdinho”, agora é emitido somente na versão digital, que você pode acessar pelo app do Gringo! Se você quiser imprimir, veja o passo a passo neste artigo do blog. Nossa dica de ouro é ter uma versão impressa do seu CRLV atualizado, mas lembre-se que o mais importante é que esteja à mão, seja digital ou impressa.

Acessando seu CRLV digital (conhecido como CRLV-e), o número Renavam está na segunda linha, acima do campo “Placa” e “Exercício”. Mas se você tiver o CRLV verdinho em mãos, o Renavam está na segunda linha, acima do campo “Nome”.

É obrigatório imprimir o Renavam?

Não é obrigatório ter o Renavam impresso, desde que você tenha acesso fácil pelo menos ao CRLV digital. O documento digital vale tanto quanto o impresso, porque eles são autenticados pelo QR-Code emitido na atualização do licenciamento. Mas para imprimi-lo, não precisa mais ser em papel moeda verde, e sim em papel branco comum, tamanho A4 em tinta preta. Se tiver dúvidas, deixamos tudo explicadinho aqui.

Como consultar o Renavam?

Se você achou o número Renavam, pode consultar o histórico do seu veículo de duas maneiras: ou pelo site do Detran do seu estado, como listamos aqui, ou pelo site da Senatran, a Secretaria Nacional de Trânsito (antes chamada Denatran). Se quiser ter informações mais detalhadas, recomendamos o site da Senatran.

Para acessar, você precisa fazer login com seu CPF e senha. Caso ainda não tenha cadastro, complete com seus dados e seu e-mail para criar uma senha.

No próximo passo, na aba “Consultar Veículo”, você vai preencher os campos obrigatórios com Renavam, Placa e CPF do proprietário do veículo. Se for pessoa jurídica, lembre-se de preencher com o CNPJ ao invés do CPF.

Você vai ter acesso a um link chamado “Indicadores de Situação do Veículo”. Lá, as informações de restrições, multas ou roubo serão detalhadas.

Também existe um link chamado “Principal condutor”, e caso essa informação esteja atualizada no Senatran, vai aparecer o nome do proprietário ou principal motorista.

Pronto! Assim, você tem acesso às informações do veículo de forma gratuita e completa.

Recapitulando, o Renavam pode informar:

-IPVA, CRV, licenciamento, multas, restrições judiciais, restrições administrativas, ocorrência de roubo ou furto, ocorrência de venda, nome do condutor.

-Modelo, marca, ano do modelo, chassi, cor original, alterações por acidente, alterações físicas, sinistros, recalls.

-Enfim, todo o histórico do veículo. Ufa!

Renavam e chassi

Não são a mesma coisa, e vou explicar o por quê. O Renavam e o chassi são números relacionados ao veículo, mas se referem a documentos diferentes. Primeiro, como vimos, o Renavam é a identidade do veículo, e é um número gerado pelo governo brasileiro.

Já o chassi é a estrutura básica do veículo, e ela pode ser feita de aço ou alumínio. Quando o carro é fabricado, as partes da carroceria, motor, suspensão e rodas são montadas sobre o chassi. Logo na fábrica, o chassi recebe um número de identificação em alto relevo. Esse número não vai mudar nunca, e também não pode ser transferido.

Quando alguém quer consultar o chassi do automóvel, deve buscar no CRV ou CRLV como NIV (Número de Identificação do Veículo), ou VIN, como é chamado em inglês.

Uma curiosidade: o número do chassi segue um padrão internacional chamado ISO 4030, e com ele dá para identificar país de origem, fabricante, modelo, tipo, tamanho da carroceria, ano do modelo e local de fabricação.

Muito bom, né? Melhor ainda saber que, com o chassi, podemos evitar fraudes, já que a remarcação desse número é ilegal se for feita fora do Detran. Caso esteja em dúvida sobre o chassi de algum veículo, é possível fazer a consulta no site do Detran de cada estado.

Mas não esqueça de que, diferente do chassi, é com o Renavam que vemos o histórico completinho do veículo.

Consultar informações do carro sem o Renavam

Pelo aplicativo do Gringo, você não precisa do Renavam para consultar a maior parte das informações do seu carro. Usando seu CPF e a placa do seu carro, você já consegue saber:

-Se o carro tem alguma restrição ou bloqueio;

-Se o IPVA está em dia;

-Se tem multa pendente;

-Se o licenciamento está atualizado;

-Características de modelo, potência e cor do carro.

Em 2 minutos, você consegue saber como está a situação das multas do carro, é só assistir neste vídeo aqui:

https://www.youtube.com/watch?v=yu5SrGYYalI

E aproveitando que o app Gringo junta várias informações num lugar só, você pode consultar sua CNH. Fique esperto e verifique sua pontuação para não ter a carteira suspensa! Assim como o CRLV, você também deve andar sempre com sua CNH em dia quando for circular com seu veículo.

Você consegue parcelar multas e licenciamento em até 12x pelo app Gringo com muita praticidade!

As informações de débitos pendentes ficam atualizadas no app porque o Gringo está conectado à Secretaria da Fazenda e ao Detran dos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, e em breve Rio de Janeiro, além de muitos outros.

Como consultar o Renavam pela placa?

Por questões de segurança, não é possível puxar o Renavam pela placa do veículo, nem pelo CPF isoladamente. Por orientação da maioria dos Detrans do país, a maneira mais segura de saber o Renavam é ter em mãos o licenciamento ou registro do carro. Os Detrans não informam o Renavam por e-mail.

Por isso, caso você queira consultar Renavam pela placa grátis, tome cuidado com sites pouco conhecidos, e não divulgue seus dados pessoais.

Se você está em dúvida sobre a procedência de um carro que vai comprar, por exemplo, deve conversar com o proprietário atual para pedir o Renavam, e assim fazer sua consulta completa. Caso a pessoa se negue a dar essa informação, fica um sinal de alerta de que pode haver algo errado com o veículo.

Para ter o Renavam, eu tenho que pagar?

Não, você não paga pelo Renavam. Se você comprou um veículo 0 Km, deverá fazer o primeiro licenciamento e primeiro emplacamento no Detran do seu estado. Nesse processo, deverá pagar pelo IPVA, DPVAT, taxa de registro, e emplacamento. Depois disso, basta esperar alguns dias para ter seus documentos CRV e CRLV prontos. Com esses documentos, tem o número de Renavam disponível.

Nos anos seguintes, você deverá pagar o IPVA atualizado e o licenciamento, de acordo com as normas do Detran do seu estado. Como já falei aqui, o app do Gringo pode facilitar seus pagamentos, e oferece parcelamento em até 12x, inclusive de dívida ativa.

Ou seja, você não vai pagar o Renavam, mas deve ter atenção ao IPVA, DPVAT, multas e licenciamentos, pois todos ficarão anotados no registro do carro e da sua habitação.

Qual é a relação entre Renavam e licenciamento?

É bem tranquilo entender essa parte. O licenciamento é uma autorização para o veículo circular. Ele deve ser renovado todos os anos, e para isso, os impostos e multas devem ser pagos. Caso você tenha alguma dúvida sobre como pagar, acesse já seu perfil no app do Gringo para conferir seus débitos.

Após pagar a taxa de licenciamento de acordo com os valores e datas do seu estado, você terá seu CRLV atualizado na forma digital, e pode imprimi-lo a qualquer momento.

Lembra que falamos que o número Renavam é informado no CRLV? Então, ande sempre com seu documento atualizado, isso é importante para sua segurança, além de ser obrigatório. Apesar do Renavam não mudar nunca, é nele que ficam registrados os atrasos de licenciamento.

Se você for flagrado circulando sem ter o licenciamento em dia, ou sem portar o CRLV, perde pontos na carteira e pode ter seu veículo apreendido, além de levar uma bela multa. Mas com o Gringo, você vai ficar sempre em dia com sua documentação, porque o aplicativo reúne todo o processo em um lugar só, deixando tudo prático para você, motorista.

Resumo da conversa

Ótima ideia! Aqui vai um resumo bem bonitinho, e você pode acessar outras conversas em cada tópico, para saber mais detalhes:

-O Renavam é o Registro Nacional de Veículos Automotores.

-É emitido no primeiro licenciamento do veículo e não muda nunca, nem pode ser transferido.

-Ele é um número que está informado no CRV e no CRLV.

-Serve para consultar todo o histórico do veículo.

-É padronizado, e existem diferentes tipos de Renavam para carros, caminhões, motos etc.

-Para puxar o histórico do carro pelo Renavam, use o site do Detran ou da Senatran.

-Você não paga pelo Renavam, só paga para atualizar o CRLV (licenciamento) todos os anos.

-Não é possível saber qual o Renavam somente pela placa do carro.

-Antes de comprar um veículo seminovo ou usado, consulte o Renavam.

-Você pode consultar várias informações do seu carro sem o Renavam, usando o app Gringo.

-Pelo app, você fica sabendo do seu IPVA, multas, licenciamento e restrições.

-Além disso, você pode consultar sua CNH no app para ficar em dia com sua pontuação.

-O Gringo também facilita o pagamento dos débitos em até 12 vezes.

-O mais importante: pelo aplicativo, você atualiza seu CRLV e tem a versão digital rapidinho para levar onde quer que você vá.

-Depois de baixar o CRLV no app, você pode imprimir em papel branco comum.

-Não divulgue o Renavam do seu veículo à toa, tome cuidado com a segurança dos seus dados.

-E, por fim, prepare-se para 2022! Quer saber como?

 
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Fórum de discussão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine para receber conteúdo exclusivo