Pesquisar
Close this search box.

Como a vistoria veicular para transferência funciona?

Vistoria veicular é uma avaliação obrigatória feita em veículos, seja particular ou comercial, pelo Detran de cada Estado. Ela pode ser para Transferência de veículo, prévia ou cautelar.

Consulte aqui

Resolva os débitos do veículo de forma simples e rápida
Vamos enviar um código de confirmação no seu telefone para continuarmos. A confirmação do telefone é para garantir a segurança dos seus dados.

Consulte aqui os débitos do seu veículo

vistoria veicular para transferência

Fala, motorista! Tudo bem? Está pensando em transferir a propriedade do seu veículo? A vistoria veicular para transferência é uma tarefa indispensável para completar todas as burocracias necessárias. Afinal, o automóvel precisa estar em boas condições para o proprietário seguinte.

Para ajudar você a entender melhor sobre a vistoria veicular, o Gringo explicar como ela funciona, para que serve e o que é analisado nela. Assim, o processo de transferência do veículo fica mais simples.

O que é vistoria veicular para transferência?

A vistoria veicular é uma avaliação obrigatória feita em veículos particulares ou comerciais. Ela é feita pelo Detran de cada estado, com o intuito de fiscalizar a segurança dos veículos que circulam em vias públicas. Também atesta a veracidade da propriedade dos veículos. 

Além disso, valida o chassi e garante que os veículos não foram roubados ou adulterados. A vistoria veicular para transferência se responsabiliza por dizer se os veículos estão seguros para rodar na cidade, se a manutenção está em dia, em boas condições e se ele mantém as características do documento.

A vistoria veicular é obrigatória sempre que houver a transferência do automóvel (carro, moto ou caminhão). Ela é muito importante para atestar para o comprador que aquele veículo é seguro e está em ordem com as regras de trânsito do país.

Quando ela é necessária?

É preciso realizar a vistoria veicular para transferência sempre que o veículo for mudar de propriedade ou o proprietário mudar de município. O automóvel só está apto para circular se estiver com essa vistoria em dia.

Quais documentos são necessários para fazer a vistoria do veículo?

Como a vistoria veicular para transferência funciona? O primeiro passo é separar os documentos. Não esqueça de levá-los com você quando for fazer a vistoria. São eles:

  • CNH do condutor;
  • identidade – RG e CPF;
  • CRLV – Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo;
  • CRV – Certificado de Registro de Veículo.

Uma observação muito importante é que o proprietário do veículo não precisa estar presente na vistoria, basta que o condutor seja habilitado e esteja portando os documentos necessários. 

Vistoria veicular X inspeção

vistoria veicular para transferência

Apesar de serem bastante similares, a vistoria veicular não é a mesma coisa que a inspeção. Afinal, o que é verificado na vistoria veicular para transferência? A avaliação externa considera apenas as características físicas de funcionamento do veículo, como os vidros ou fechamento das portas. 

Além dessa verificação, a vistoria veicular para transferência analisa os documentos do veículo para garantir a autenticidade. O objetivo da vistoria é controlar a procedência dos automóveis e garantir que eles estão seguros para circular. 

Já a inspeção é uma avaliação bastante minuciosa. Ela se diferencia da vistoria porque está mais ligada ao fato de que testa a rodagem, ou seja, atesta que aquele veículo não apresenta perigo estrutural ao trafegar.

Por isso, ela é exigida apenas em casos como a inclusão de combustível a gás ou alterações estruturais, como a inclusão de um eixo ou de uma carroceria. A inspeção deve ser feita por profissionais habilitados, como engenheiros, que analisam se os pneus estão carecas e se os freios funcionam bem.

Qual é o valor da vistoria veicular para transferência? 

Uma das principais dúvidas é referente ao valor da vistoria veicular para transferência. A verdade é que, diferente dos outros documentos que o Detran gera, não existe um preço tabelado para a vistoria, nem para a inspeção veicular. 

A média da vistoria veicular para transferência é de R$100 a R$200. Em 2023, por exemplo, o Detran de São Paulo cobra R$ 144,86 para veículos novos ou usados. Já o laudo cautelar possui a média de R$ 300 e pode chegar a R$ 500.

Onde fazer o laudo?

Você pode fazer o laudo de vistoria veicular para transferência na empresa credenciada pelo Detran mais próxima. Esse documento é bastante importante, então procure boas empresas, com boas reputações. 

Conheça o Super App do Gringo, o melhor amigo do motorista!

Agora que você já sabe onde fazer a vistoria veicular para transferência, que tal baixar o Super App do Gringo? Ele ajuda a consultar as pendências do veículo, além de resolvê-las com praticidade, sem precisar sair de casa.

O Super App do Gringo é o melhor amigo do motorista! Além de resolver as pendências via cartão de crédito, boleto bancário ou PIX, ele mantém atualizações sobre a situação do seu veículo. Baixe já

 
Muito bom, paguei meu IPVA no PIX, foi muito fácil. Bem melhor que ir em lotérica!

Fórum de discussão

Respostas de 119

  1. Desculpe, o texto está muito bom, mas eu fiquei com uma dúvida. No caso de pessoa física vendendo o carro para uma concessionária, quem paga esta vistoria? Obrigado

    1. Oi Maycon, tudo bem?! Fico feliz que você gostou, amigo! 💙 Conte sempre comigo #SeuAmigoGringo🚗💙

        1. Opa Francisco, como vai?
          Ao vender um veículo, o estabelecimento deve informar se a placa possui débitos. Nesse caso, quem deverá arcar é a própria loja. Será necessário você entrar em contato com a loja e cobrar o pagamento do IPVA, tudo bem?
          Sempre que precisar, conte comigo! #chamaOGringo🚗💙

        2. fui fazer a vistoria ontem e reprovaram meu veículo alegando não ter a placa do motor, porém como era um motor refeito foi levado novamente para mostrar a eles que ela estava ali presente e agora eles alegam que o veículo está irregular pela placa não estar no lugar de origem, é correto isso ?

          1. Olá, Sthefany, Tudo bem?!
            Se o motor do seu veículo foi refeito e a placa do motor foi colocada novamente, é importante garantir que a documentação esteja atualizada e correta. Em muitos lugares, a placa do motor é uma parte essencial da identificação do veículo e deve estar localizada em seu local de origem. Se a placa do motor foi removida e reinstalada em um local diferente do original, isso pode causar problemas com a regularidade do veículo.
            No entanto, as regulamentações sobre a posição da placa do motor podem variar dependendo da jurisdição. É importante verificar as leis locais de trânsito e as regulamentações específicas do órgão de trânsito responsável pela vistoria em sua área.
            Buscar uma segunda opinião pode ser uma boa ideia, especialmente se você tiver dúvidas sobre a decisão da vistoria veicular. Uma segunda opinião pode ajudar a confirmar se as razões para reprovação do veículo são válidas e se há alguma maneira de resolver a situação de forma satisfatória.
            Um abraço e qualquer dúvida #ChamaOGringo🚗💙

      1. gostaria de saber ! tenho uma moto e o plástico da luz de freio quebrou a lâmpada funcionando normalmente posso fazer mesmo assim a vistoria no caso vó vênia moto

        1. Olá Rogério, tudo bem?!
          Casos em que o veículo apresenta quebras, trincas ou rachaduras, podem sim levar a reprovação na vistoria.
          Então aconselho a realizar todas as correções necessárias antes da vistoria, e assim evitar um possivel reprovação.
          Um abraço e qualquer dúvida #chamaOGringo🚗💙

  2. A pegeout me obrigou a pagar o laudo cautelar do carro que vendi para eles. Isso procede?

    1. Olá Bruno, tudo bem?!
      Perdão, amigo. Houve um equivoco com relação aos dois tipo de vistorias: Veicular e Cautelar.
      Na venda de veículos entre pessoas físicas, a vistoria veicular não é obrigatória para o vendedor, mas pode ser acordada antes da negociação. Realizada pelo Detran, essa avaliação confirma a segurança e a propriedade dos veículos, sendo exigida na transferência, geralmente com o comprador assumindo os custos, a menos que haja pendências, pelas quais o vendedor é responsável.
      Há também a opção da vistoria cautelar, mais detalhada e focada em questões legais, oferecendo maior segurança ao comprador. Esses processos garantem a segurança da compra, assegurando a condição do veículo e evitando problemas futuros. Quanto à vistoria cautelar, embora opcional, cabe ao vendedor decidir sobre sua realização, ficando sobre sua responsabilidade, arcar com os valores.
      Um abraço e qualquer dúvida #ChamaOGringo🚗💙

      1. fui colocar o veículo no seguro.. forneci os dados para cotação…no fim a seguradora não aceitou o meu pedido… alegando que o veículo tem alguma restrição…o que faço??

        1. Olá, Valdez. Tudo bem?

          Nesse caso é importante entrar em contato direto com o Detran do seu estado para entender qual o motivo da restrição e o processo para retirar. Ok?

          Precisando de ajuda, só nos chamar.
          Grande abraço,
          Gringo!

      2. Mostre onde consta esta obrigatoriedade na Lei. Não há!
        A lei determina que os EMPRESÁRIOS que façam a venda de veículos INFORMEM ao comprador por meio de clausula contratual os débitos, restrições financeiras e impedimentos vinculados ao veículo.
        Melhor se atentar a respostas fornecidas na internet, que como empresa, pode ser responsabilizado legalmente.

        1. Olá, Marcus, Tudo bem?!
          Perdão, amigo. Houve um equivoco com relação aos dois tipo de vistorias: Veicular e Cautelar.
          Na compra de veículos entre pessoas físicas, o pagamento da vistoria veicular não obrigatória para o vendedor, mas pode ser negociada antes da venda. Essa avaliação, realizada pelo Detran, verifica a segurança e a propriedade dos veículos, sendo obrigatória na transferência. Normalmente, o comprador arca com os custos da vistoria, mas o vendedor é responsável se houver pendências.
          Além disso, existe a opção da vistoria cautelar, mais detalhada e voltada para questões burocráticas, como clonagem e pendências legais, oferecendo maior segurança ao comprador. Todo esse processo deixa a compra do veículo muito mais segura. Afinal, garante que o veículo esteja em boas condições (burocráticas e físicas) para evitar qualquer tipo de acidente ou dor de cabeça para o novo comprador, mas a vistoria cautelar não é obrigatória, ficando à disposição do comprador.
          Quando se pergunta “quem paga o laudo cautelar: o comprador ou o vendedor?”, a resposta é o vendedor. Ele dirá se é necessário realizar a vistoria ou não.
          Um abraço e #ChamaOGringo🚗💙

  3. Olá mi chamo narjara rios, recentemente comprei um veículo usado no particular, o carro já está com placa sul-americana e recibo digital preenchido e autenticado posso fazer vistoria online para este serviço (transferência de titularidade)?

    1. Olá Narjara. Tudo bem? 😃 Atualmente, o serviço de vistoria é feito apenas presencialmente. Caso algo mude, pode deixar que a gente atualiza as informações aqui, belezinha? 😊
      #chamaOGringo🚗🙂

    1. Olá amigo, tudo bem contigo? 😊
      Fico feliz que tenha gostado! O Gringo tem o intuito de trazer o máximo de informações, para manter nossos amigos sempre bem informados.
      Conte comigo sempre que precisar. #SeuAmigoGringo 🚗💙

      1. Boa noite,
        A lei 13111/2015, não fala sobre vistoria veicular, ou seja o GRINGO está desinformando os leitores, vergonha.

        1. Fala João, agradecemos pelo feedback, A lei 13.111 de 25/03/2015 diz: Dispõe sobre a obrigatoriedade de os empresários que comercializam veículos automotores informarem ao comprador o valor dos tributos incidentes sobre a venda e a situação de regularidade do veículo quanto a furto, multas, taxas anuais, débitos de impostos, alienação fiduciária ou quaisquer outros registros que limitem ou impeçam a circulação do veículo.
          O que isso quer dizer na prática? Antes da venda ou transferência de qualquer veículo o comprador precisa ser informado de qualquer taxa ou pendência financeira, incluindo a Vistoria veicular, tudo bem?
          Nosso interesse em ajudar e informar nossos amigos é genuíno! Conte comigo! #SeuAmigoGringo🚗

  4. Olá, Boa tarde. O Laudo Cautelar, providenciado pelo vendedor, poderá ser usado pelo comprador para a Transferencia do Veículo, como se fosse a Vistoria Veicular?

    1. Fala Fábio! Sim, dessa forma tanto o vendedor quanto o comprador tem a garantia de que o veículo está dentro dos conformes exigidos por lei para a transfêrencia. #ChamaOGringo💙🚗

  5. Olá,

    EStou adquirindo um carro da Concessionaria mitsubish, e perguntei ao vendedor se eu poderia fazer um laudo cautelar com a super visão noa própria concessionaria antes de efetuar o pagamento, e ele autorizou.

    Posso fazer isso? eles já fizeram um laudo cautelar com outra empresa, mas não confio na empresa que eles fizeram, por se tratar de empresa não conhecida no mercado.

    1. Fala Douglas, tudo bem? Pode sim, amigo. É direito do consumidor fazer o laudo cautelar com sua empresa de confiança e com a aprovação da concessionária está tudo bem, ok?
      Qualquer dúvida só me chamar, combinado? Um abraço e #chamaOGringo🚗

    2. Olá, após pegar o laudo para levar ao Detran, é necessário levar o veículo também ao Detran???

      1. Olá Isabela, tudo bem? Na verdade, depois de quitados os débitos (se houver), pagas as taxas e entregue a documentação, basta agendar a vistoria para transferência. Após a realização da vistoria, o novo documento do veículo será emitido.

        Um abraço. #ChamaOGringo.🚗💙

  6. Posso transferir para meu nome um carro comprado sem precisar levar o veículo para vistoria?

    1. Olá, tudo bem? Sim, basta realizar o agendamento no site do Detran, no campo “Retirada/Entrega de documentos-CRV”. Caso o proprietário tente fazer a transferência digital sem entregar o CRV físico, constará um bloqueio administrativo.

      Vale citar que, para realizar a transferência, o veículo não pode ter nenhuma dívida ou pendência e a taxa do serviço de transferência também deve estar paga.

      Um abraço! #ChamaOGringo🚗💙

  7. Ótimo texto explicativo!
    Uma dúvida importante. Para emitir a 2a vua do crv precisará fazer a vistoria. Por exemplo: o carro está em Alagoas mas o registro é de São Paulo, nesse caso o Detran de SP será responsável por emitir a 2a via. O laudo de vistoria poderia ser feito em Alagoas para ser utilizado no Detran-SP? Observe que a CRV foi perdida.

    1. Oi Marcus, como vai amigo? 😊
      Você pode solicitar a vistoria veicular em qualquer empresa credenciada de vistoria (ECV) autorizada pelo Detran. É válido confirmar se o local é parceiro autorizado pelo departamento de trânsito, pois é obrigatório que a emissão do laudo de vistoria seja validada pelo órgão do Detran.
      Aqui você consegue consultar um local mais próximo 👉 https://www.detran.sp.gov.br/wps/portal/portaldetran/parceiros/pesquisaecvs. O documento acaba sendo válido em todo Estado, então a vistoria pode ser feita no município diferente onde o carro está cadastrado.
      Os documentos solicitados para o CRV DETRAN são:
      1. Cópia do comprovante de endereço;
      2. Cópia do RG, CPF ou CNH;
      3. Laudo veicular ECV, realizado em uma empresa credenciada pelo DETRAN ou vistoria lacrada se o veículo estiver fora do Estado de origem
      4. Boletim de ocorrência, em caso de roubo ou furto; Ou declaração de extravio do CRV, em caso de perda – Neste caso, é necessário reconhecer firma por autenticidade.
      Assim, é só agendar pelo site do Detran – SP 👉 http://www.detran.sp.gov.br/wps/portal/portaldetran/cidadao/veiculos/fichaservico/segundaViaCRV #SeuAmigogringo🚗💙

  8. Estou comprando um carro e verifiquei que o nome quer aparecer na vistoria não é o mesmo quer estar me vendendo o veiculo isso estar certo?

    1. Oi Edson, tudo joia?!
      A vistoria veicular é uma avaliação obrigatória feita em veículos, por meio do Detran de cada estado. É através dela que os departamentos estaduais de trânsito conseguem fiscalizar a segurança dos veículos que circulam em vias públicas. A partir dela, é possível atestar quem é o verdadeiro dono do veículo, os dados do chassi, além de se certificar de que o veículo não foi roubado ou adulterado. No seu caso, se está aparecendo outro nome, então a pessoa que está te vendendo o veículo não é o proprietário.
      Um abraço e sempre que precisar, conte comigo #SeuAmigoGringo🚗💙

  9. Olá bom dia. Estou comprando um mothorhome ele já fez a vistoria do Inmetro e já está documento motor casa. Para fazer a transferência para meu nome eu vou precisar fazer a vistoria do Inmetro novamente ? E na transferência eles pedem esse laudo ou só o documento de porte obrigatório ?
    Desde já agradeço a atenção

    1. Boa tarde Rafael, tudo certinho?!
      Então amigo, a aprovação da vistoria é válida durante 60 dias. Se estiver dentro desse período, não precisará refazer. Caso já tenha passado, terá de realizar a vistoria novamente. O laudo é solicitado pois é um dos documentos necessários para realizar a transferência. Aqui no site tem uma matéria bem legal que vai te ajudar com todas as informações sobre transferência de veículo > https://gringo.com.vc/transferencia-de-veiculo/. Depois dá uma conferida, beleza? 😉
      Um abraço e sempre que precisar #ChamaOGringo🚗💙

  10. Olá, estou comprando um carro e a pessoa que está me vendendo teve que fazer a vistoria para transferir para o nome dela antes de me vender, ai ela já fez uma vistoria.
    O problema é que agora quando fui no detran para transferir para o meu nome o detran disse que como a vistoria já foi utilizada eu terei que fazer outra mesmo dentro do prazo de validade. Segundo eles cada vistoria só pode ser utilizada uma vez. Está certo isso? se sim saberia me informar aonde consta isso na lei ?

    1. Opa José, tudo bem com você?
      De acordo com a Resolução Nº 941 do COTRAN, é única a emissão do laudo de vistoria expedida com data inferior a 60 dias. Ou seja, o laudo pode ser utilizado apenas uma vez dentro do prazo no qual aquela vistoria será aceita pelo Detran para a realização de um único serviço. Caso tenha dúvidas, você pode entrar em contato com o Detran do seu estado. Se for de SP, segue o link > https://www.detran.sp.gov.br/wps/portal/portaldetran/cidadao/duvidasFrequentes/sa-veiculos/sa-transferenciacompravendaveiculo/sa-detalhestransferenciacompravendaveiculo/b3724d4b-cce5-494a-87b3-b5cdc5d3af78.
      Um abraço e sempre que precisar #chamaOGringo🚗💙

  11. Olá, sou inglês desculpa por erradas no meu portugues.
    Meu carro tem motor quebrado e ficou parado m casa por um ano.
    Quero vender o carro mas não posso levar para vistoria.
    Será possível para vender meu carro quebrado e sem vistoria? Preciso um documento específico para transfer o carro quebrado para novo comprador? Obrigado

    1. Oi Steffen, como vai?
      O seu português está ótimo, amigo! 😊
      Então, é que para transferir o veículo para o comprador, é obrigatório passar pela vistoria. No seu caso, precisará trocar o motor antes de transferir, tudo bem?
      Conte comigo e sempre que precisar #chamaOGringo🚗💙

  12. Quando faço a vistoria veicular para transferência
    Como enviar para o Detran
    Tento fazer a transferência online e no final aparece veículo sem laudo.

    1. E aí Elisa, tudo joia?
      Amiga, a vistoria deve ser feita depois da comunicação de venda e antes da transferência. Você pode enviar por e-mail para o Detran do seu estado junto com: a placa, o RENAVAM, a data da vistoria e o nome da Empresa Credenciada responsável pela vistoria que fez a vistoria. Se for de SP, você pode enviar o laudo para [email protected]. Qualquer dúvida, você pode acessar o site > http://www.detran.sp.gov.br/wps/portal/portaldetran/cidadao/duvidasFrequentes/sa-veiculos/sa-outros/sa-detalhesoutros/c8907bfa-cd12-4bad-8ad0-bd1dd724e5d7/, beleza?
      Um abraço e sempre que precisar, é só chamar! #SeuAmigoGringo🚗💙

    2. Oi Erica, tudo bem?
      Aconteceu a mesma coisa comigo e mandei um e-mail para [email protected] assim como a Giovana orientou quando respondeu sua dúvida. Você fez a mesma coisa? No seu caso, deu certo?

  13. Olá! Estou providenciando a transferência de propriedade e de cidade, a taxa que devo recolher é apenas uma sobre a transferência de propriedade ou tenho que recolher a de transferência de cidade? Abraço.

  14. Boa noite, Fiz a vistoria cautelar ao comprar o carro, ela também vale para a transferência do Detran SP, ou preciso fazer uma outra vistoria veicular?

    1. Fala Thiago, tudo certo?
      O laudo de vistoria é válido durante 60 dias, mas existem algumas diferenças entre cautelar e veicular. Nesse caso, é necessário que se informe com o Detran do seu estado se pode ser utilizado. Beleza?
      Um abraço e #chamaOGringo🚗💙 sempre que precisar!

        1. Olá, Vladimir! Tudo bem?!
          O laudo de transferência veicular é um documento importante em alguns países, como o Brasil, no processo de transferência de propriedade de um veículo. Para realizar esse procedimento, geralmente, é necessário seguir os passos abaixo:
          1.Selecione um posto de vistoria autorizado pelo órgão de trânsito do seu estado. Esses postos costumam ser credenciados para realizar a vistoria necessária.
          2. É importante ter toda a documentação necessária, como o Certificado de Registro do Veículo (CRV) preenchido e assinado pelo vendedor e comprador, além do documento de identidade e CPF.
          3. Entre em contato com o posto de vistoria para agendar a data e hora da vistoria. Alguns postos podem permitir agendamento online.
          4. No dia agendado, leve o veículo ao posto de vistoria. O profissional realizará a inspeção visual do veículo para garantir que ele esteja em conformidade com as normas de segurança e regulamentações de trânsito.
          5. Após a vistoria, se o veículo estiver em conformidade, será emitido o laudo de transferência veicular, atestando as condições do veículo no momento da transferência.
          6. Com o laudo em mãos, você pode prosseguir com os demais trâmites da transferência de propriedade, como pagamento de taxas e atualização do CRV em nome do novo proprietário.
          É importante lembrar que os procedimentos podem variar de acordo com a legislação de trânsito do seu país ou estado, então é importante verificar as instruções específicas do órgão de trânsito local. Caso tenha dúvidas específicas sobre os requisitos ou o processo em seu estado, recomendo entrar em contato com o departamento de trânsito local ou com um despachante especializado.
          Aqui no meu blog tem outra matéria bem completinha sobre transferência de veículo online, que pode te ajudar! Dá uma olhadinha! 😉
          https://gringo.com.vc/blog/transferencia-de-veiculo/
          Um abraço e #chamaOGringo🚗💙

  15. comprei um carro em uma autorizada Chevrolet dando o meu como entrada, eles me cobraram o laudo cautelar que achei um absurdo, é possivel que tenham cobrado o que eles estão me vendendo? o laudo do carro deles não tem nem 20 dias, é correto eles me cobrarem pelos dois laudos? valor bem alto pelas minhas pesquisas pra ser de um carro apenas! afinal eles podem me cobrar pelo laudo do meu carro? me esclarece por favor, e como reverter esta situação. obrigada

    1. Olá Françoisa, tudo bem com você?
      O correto é ser cobrado por apenas um laudo. São solicitados dois quando o primeiro não passa pela vistoria e, mesmo assim, a própria vendedora que deve arcar com o custo do primeiro. Mas no seu caso, você vai precisar entrar em contato com a fabricante e reportar o ocorrido para o devido reembolso. Segue o link com os contatos da Chevrolet > https://www.chevrolet.com.br/ajuda/contato, beleza?
      Qualquer dúvida, é só chamar #SeuAmigoGringo🚗💙

  16. Boa noite comprei um veiculo de particular e ele passou na vistoria com apontamentos,quem é responsável por resolver esses apontamentos o vendedor ou eu o comprador?

    1. Oii Maria, tudo joia?
      A vistoria é de responsabilidade do comprador independente do laudo. Porém, o vendedor deve deixar o comprador sempre ciente de todas as pendências que o veículo possui. Nesse caso, é indicado você entrar em contato com o vendedor para uma negociação e tentar resolver da melhor forma possível. Ok?
      Um abraço e qualquer dúvida, é só chamar #SeuAmigoGringo🚗💙

  17. Por Gentileza Prezados?
    Basta fazer o Laudo Pericial completo Cautelar de Vistoria sem a obrigatoriedade do LAUDO DE VISTORIA DE IDENTIFICAÇÃO PARA TRANSFERÊNCIA QUE A LEI EXIGE, p/ eu poder concretizar a venda com comprador em Cartório? Muito Obrigado Digo isso pq. Muitas Empresas Renomadas do Ramo vendem como Combo, como se fosse um grande favor concederem tal desconto!

    1. Olá Rodolfo, tudo joia?
      Não, amigo. A vistoria cautelar é uma análise particular, já a vistoria de transferência é obrigatória para procedimentos do Detran. Alguns pontos são reprovados no laudo de transferências mas são aprovados com restrição no laudo cautelar, e vice-e-versa. Assim, o laudo de transferência é obrigatório, belezinha?
      Um abraço e sempre que precisar, é só me chamar! #chamaOGringo🚗💙

  18. Bom dia! Por gentileza, pequena rachadura (que não chega a campo de visão) no parabrisa impede aprovação na vistoria?

    1. Olá Martha! Tudo joia? 😀 Amiga, rachadura no para-brisa é uma infração de trânsito e gera multa. O Ideal é consertar o para-brisa antes de passar pela vistoria, para evitar alguma dor de cabeça. Belezinha? Sempre que precisar, conte conosco. #ChamaOGringo🚗💙

  19. Tenho um carro automático comprado com os benefícios de isenção de IPI e ICMS (PCD), que possui uma adaptação do pedal do acelerador para o lado esquerdo. O carro já tem 4 anos de uso e agora vou vender. Para retirar a adaptação necessito alguma Autorização do Detran ou simplesmente retiro? Neste caso tenho de fazer Vistoria, Inspeção ou ambos?

    1. Boa tarde ! Tudo bem Sergio?

      Amigo! Como o veículo adquirido possui isenção de impostos por este motivo existe a necessidade de autorização judicial para venda. Procure a Secretaria da Fazenda de sua região para verificar os procedimentos para solicitação da autorização. Belezinha?

      Um abraço do #SeuAmigoGringo🚗💙 e qualquer dúvida, é só chamar!

  20. Olá! Meu nome é Anne. No Estado de São Paulo a inspeção veicular é exigida para efetuar a trasnferência de propriedade do veículo. Como é realizada no caso de veículo que não tem condições de circular (devido ao estado de conservação)? É possível apresentar uma declaração de impossibilidade de realizar a inspeção?

    1. Boa tarde! Tudo bem Anne?

      Amiga! A vistoria veicular geralmente é feita por empresas credenciadas ao Detran de sua região. O mais sensato agora é procurar uma dessas empresas e apresentar o caso a eles, questione se é possível ir até o local onde o veículo está para vistoriar ou se será necessário remover o veículo até o local. Atualmente as vistorias são bem rigorosas quanto a conservação, rodagem do veículo e documentos. Tudo bem?

      Um abraço do #SeuAmigoGringo🚗💙 e qualquer dúvida, é só chamar!

  21. Bom dia,

    Meu carro é antigo Corsa 97 e vendi para um Particular (Pessoa Física), mas ele não está funcionando (andando). O Comprador precisaria arrumar (fazer andar) antes de fazer vistoria, registrar em cartório, etc?
    Fico no aguardo, grato!!

    1. Boa tarde! Tudo bem Leandro?

      Amigo! A vistoria veicular é obrigatória sempre que houver a transferência do automóvel (carro, moto ou caminhão). Ela é muito importante para atestar ao o comprador que aquele veículo é seguro e está em ordem com as regras de trânsito do país. Então será necessário realizar todos os reparos necessário para que o veículo seja aprovado na vistoria, será um comum acordo entre vocês ( comprador e vendedor ) sobre quem fará os consertos. Belezinha?

      Um abraço do #SeuAmigoGringo🚗💙 e qualquer dúvida, é só chamar!

  22. Boa dia!
    Quando eu fui imprimir a taxa da vistoria o nome que vem no boleto é do ex dono do carro é isso mesmo?

    1. Boa tarde! Tudo bem José?

      Amigo! Como ainda não ocorreu a transferência do veículo ao imprimir a taxa ainda vai constar o nome do vendedor. A transferência de fato só ocorre após todo o processo de vistoria e documentação for entregue e aceito pelo Detran.

      Um abraço do #SeuAmigoGringo🚗💙 e qualquer dúvida, é só chamar!

  23. Gostei muito do conteúdo, porém a minha dúvida é o valor da vistoria é o mesmo pago para o DETRAN?

    1. Bom dia! Tudo bem Cinthia?

      A verdade é que, diferente dos outros documentos que o Detran gera, não existe um preço tabelado para a vistoria, nem para a inspeção veicular.

      A média da vistoria veicular para transferência é de R$100 a R$200. Em 2023, por exemplo, o Detran de São Paulo cobra R$ 144,86 para veículos novos ou usados. Já o laudo cautelar possui a média de R$ 300 e pode chegar a R$ 500. Você pode fazer o laudo de vistoria veicular para transferência na empresa credenciada pelo Detran mais próxima. Esse documento é bastante importante, então procure boas empresas, com boas reputações.

      Um abraço do #SeuAmigoGringo🚗💙 e qualquer dúvida, é só chamar!

  24. Bom dia, tudo bem?
    Licenciamento atrasado implica na aprovação da vistoria de transferência?

    1. Olá, Nayron. Espero que esteja bem!

      Atualmente em SP você consegue realizar transferência com o licenciamento atrasado. Confirma com o DETRAN em seu Estado, e se for SP, saiba que não implica.

      Abraços!
      #ChamaOGringo

  25. Olá, tenho um veículo porém não consigo fazer uma vistoria para transfer, pois consta no sistema taxa pendente de vistoria. Nao consigo emitir o boleto pra pagar essa taxa. Você poderia me ajudar ? eu pago bem se ajudar a solucionar o problema.

    1. Olá, Lucas. Bom dia!

      Infelizmente não realizamos esse processo. Sinto muito em não conseguir auxilia-lo.

      Abraços!
      Gringo.

  26. Qual o tempo de validade da vistoria para a transferência do veículo.
    Posso fazer a vistoria antas de vender?

    1. Boa tarde! Tudo bem Dourival? O laudo de vistoria aprovado: tem prazo de validade de 60 dias e somente pode ser utilizado para a realização de um único serviço. Então se você fizer o procedimento dentro da validade não há problema algum. Belezinha?

      Um abraço do #SeuAmigoGringo🚗💙 e qualquer dúvida, é só chamar!

  27. Como transferir um veículo que tem um sinistro que não foi informado no ato da venda para mim (troca da traseira do veículo) já que o mesmo não passou na vistoria? Como descobrir da onde veio a traseira do carro trocada s o antigo dono diz que não sabe também?

    1. Olá, Elizeu! Tudo bem?!
      Se o veiculo não foi aprovado pela vistoria, você deve ser informado sobre os motivos para que sejam tomadas as ações cabíveis a fim de realizar as correções necessárias.
      A venda só poderá ser concluída após a regularização desse questão, onde em casos de veículos adquiridos por uma agencia, é de total obrigação da agencia repassar todas as informações sobre o veiculo, sob risco de sofrer processo judicial. No caso de negociação entre pessoas físicas, é de obrigação do comprador realizar a verificação de débitos e informações referentes ao veiculo.
      Para saber a origem das peças utilizadas, é necessário identificar a procedência do veiculo, onde será preciso obter laudo de transferência (fornecido pelo Detran), verificar se veiculo sofreu Recall, avaliar histórico de roubo, checar se possui restrições legais, realizar a vistoria junto a uma empresa especializada, além de verificar sobre quantas vezes o veiculo foi revisado em posse dos antigos proprietários.
      Um abraço e qualquer dúvida #chamaOGringo🚗💙

  28. meu carro é antigo pois fui fazer a vistoria não passou porque a numeração do velocímetro está baixa mais pelo que sei os veículos antigos voltam a numeração fica zerada por conta de não ser digital correto e meu carro foi reprovado nela porque ?

    1. Olá, Manoel! Tudo bem?!
      A reprovação por quilometragem deve ser encarada com seriedade, amigo! Isso porque muitas vezes é um caso de adulteração.
      Dois exemplos de casos de adulteração em relação a quilometragem, seriam quando a verificação atual não corresponde com última analise, ou quando o hodômetro é reiniciado após chegar ao limite.
      Somente o proprietário ou representante legal pode solicitar a reparação por meios judiciais, então será preciso que você vá a uma unidade do Detran próxima a sua residência e apresente o laudo da vistoria para que seja feito a analise.
      Se após a analise constar que o laudo foi bloqueado por causa de erro na coleta da quilometragem anterior, ou por recontagem do hodômetro, o laudo é cancelado e é necessário que realize uma nova vistoria.
      Um abraço e qualquer dúvida #chamaOGringo🚗💙

    1. Que comentário bacana, Etevaldo! Aqui no Gringo ficamos muito felizes que tenha gostado do nosso trabalho.

      Um abraço do #SeuAmigoGringo🚗💙 e qualquer dúvida, é só chamar!

  29. comprei o carro sem querer báti a traseira antes de transferir coisa poca fazer a vistoria pra transferir da alguma coisa

    1. Olá, Rian! Tudo bem?!
      Na vistoria é analisado tanto as questões de documentação, quanto o estado de conservação do veiculo, amigo. Os itens imprescindíveis para a aprovação são: Débitos em dia; Itens de segurança no veículo; Insulfilme de acordo com as regras do CTB; Pneus em bom estado; Suspensão original e Chassi legível. Mas como são analisados diversos pontos, somente após a analise do responsável conseguirá ter informações completas e especificas relacionadas ao seu veiculo.
      Um abraço e qualquer dúvida #chamaOGringo🚗💙

  30. Salve amigos! Dúvidas: vistoria veicular para transferência e para solicitar a emissão de 2ª via do CRV (DUT) pode ser a mesma junto ao Detran, ou necessário 1 para cada situação.

    1. Olá, Paulo! Tudo bem?!
      Nesse caso, o mais indicado é conversar diretamente com a equipe especialista do Detran do seu estado, pois tanto o processo de emissão da 2ª via do CRV, quanto de transferência, podem variar de acordo com a região.
      Um abraço e qualquer dúvida #chamaOGringo🚗💙

      1. transferência de nome precisa trocar a placa e de guarulhos para guarulhos mesmo endereço só muda nome e obrigado fazer a vistoria….

        1. Olá, Francisco! Tudo bem?!
          A vistoria veicular é uma avaliação obrigatória feita em veículos particulares ou comerciais. Ela é feita pelo Detran de cada estado, com o intuito de fiscalizar a segurança dos veículos que circulam em vias públicas e também atesta a veracidade da propriedade dos veículos.
          Então, é preciso realizar a vistoria veicular para transferência sempre que o veículo for mudar de propriedade ou o proprietário mudar de município. O automóvel só está apto para circular se estiver com essa vistoria em dia.
          Um abraço e qualquer dúvida #chamaOGringo🚗💙

  31. Sou leigo no assunto. Se eu for comprar um veículo devo exigir o laudo cautelar? e se não tiver ?

    1. Olá, André! Tudo bem?!
      Ao comprar um carro usado, é uma boa ideia solicitar um laudo cautelar para verificar seu histórico e condição, mas isso não é obrigatório em todas as regiões.
      Se um laudo cautelar não estiver disponível ou não for uma opção, sugiro que faça uma inspeção completa do veículo e verifique a documentação legal para evitar surpresas desagradáveis no futuro .
      Um abraço e qualquer dúvida #chamaOGringo🚗💙

  32. Olá, preciso fazer a vistoria para transferência de proprietário. Porém, o carro está parado na garagem. Tem a possibilidade de fazer a vistoria em casa?

    1. Olá, Bruno! Tudo bem?!
      Em alguns casos é possível solicitar a vistoria veicular em domicílio, especialmente se o veículo estiver parado na garagem ou se houver alguma razão legítima que impeça o deslocamento do veículo até um centro de vistoria.
      No entanto, as regras e procedimentos para solicitar uma vistoria em domicílio podem variar de acordo com o Detran ou órgão de trânsito responsável pela regulamentação de veículos na sua região.
      É importante entrar em contato com o Detran local para obter informações precisas sobre como proceder, pois as regras e regulamentos podem variar de um estado para outro.
      Um abraço e #chamaOGringo 🚗💙

  33. Olá!
    Posso fazer a vistoria e depois fazer a comunicação de venda? Ou necessariamente a comunicação deverá ser feita primeiro?
    Aguardo e obrigada

    1. Olá, Lais! Tudo bem?!
      O processo de comunicação de venda de um veículo usado envolve várias etapas, e a ordem em que essas etapas são realizadas pode variar de acordo com a legislação de cada estado e município.
      No entanto, geralmente, a ordem mais comum das etapas é a seguinte:
      1. Normalmente, a comunicação de venda deve ser feita primeiro, logo após a venda do veículo. Este é um passo importante para notificar o Detran ou órgão de trânsito estadual sobre a transferência de propriedade do veículo para o novo proprietário. A comunicação de venda é feita por meio de um formulário específico disponibilizado pelo Detran do seu estado e deve ser assinada tanto pelo vendedor quanto pelo comprador. Ela serve para proteger o vendedor de possíveis problemas futuros relacionados ao veículo.
      2. Após a comunicação de venda ser feita, muitos estados exigem que o veículo passe por uma vistoria para verificar suas condições físicas, mecânicas e documentais. Isso é geralmente necessário para a transferência de propriedade e a emissão de um novo CRV em nome do novo proprietário.
      A ordem exata das etapas pode variar, portanto, é aconselhável verificar as regras e regulamentos específicos do Detran do seu estado para entender os procedimentos corretos a seguir. Certifique-se de cumprir todas as exigências legais e preencher todos os documentos necessários ao vender ou comprar um veículo usado. Isso ajudará a evitar problemas futuros relacionados à propriedade do veículo e responsabilidades legais.
      Um abraço e #chamaOGringo 🚗💙

    1. Olá, Paulo! Tudo bem?!
      As regras para a transferência de veículos entre estados podem variar, e a vistoria é um dos aspectos que podem ter diferentes procedimentos. Em muitos casos, quando você compra um carro em um estado e pretende transferi-lo para outro, pode ser necessário realizar uma nova vistoria no estado de destino.
      Cada estado tem suas próprias normas e regulamentações em relação à transferência interestadual de veículos, e é importante verificar as exigências específicas do Detran de Mato Grosso do Sul para garantir que você cumpra todos os requisitos.
      Geralmente, a vistoria técnica é realizada para assegurar que o veículo atende aos padrões de segurança e emissões exigidos pelo Detran local. Se você estiver comprando um veículo em São Paulo e pretende transferi-lo para o Mato Grosso do Sul, é recomendável entrar em contato com o Detran-MS para obter informações detalhadas sobre os procedimentos necessários, incluindo a vistoria.
      Além disso, ao comprar um veículo em outro estado, certifique-se de que todos os documentos, como o Certificado de Registro do Veículo (CRV) e o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), estejam em ordem para facilitar o processo de transferência.
      Ajudamos também a tirar outras dúvidas em relação a transferência, amigo, só dar uma olhadinha aqui: https://gringo.com.vc/h/transferencia-de-veiculo/
      Um abraço e #chamaOGringo 🚗💙

  34. boa noite!
    estou ajudando um familiar a vender o veiculo de sua propriedade. um possível comprador após negociarmos o valor solicitou autorização para realizar uma vistoria cautelar na residência.
    como fiquei com medo de golpe informei que poderia ser realizada no shopping onde tem cartório e já resolveria tudo por ali.
    e normal solicitarem essa vistoria cautelar? trata se de segurança tanto para comprodos e vendedor? li que é obrigatório o vendedor pagar por ela mas nesse caso como foi comprador que solicitou e informa que pagará pela mesma não preciso me preocupar com isso?

    1. Olá, Marcelo! Tudo bem?!
      A solicitação de uma vistoria cautelar por parte do comprador é uma prática razoavelmente comum e pode ser considerada uma medida de segurança para ambas as partes envolvidas na transação. Essa vistoria tem o objetivo de verificar as condições gerais do veículo, incluindo possíveis sinistros, pendências administrativas e a autenticidade dos documentos.
      A realização da vistoria em um local seguro, como um shopping com cartório, é uma boa prática para garantir a segurança de ambas as partes. No entanto, é importante considerar algumas precauções:
      1. Se o comprador se ofereceu para pagar pela vistoria, isso pode ser uma garantia adicional de sua intenção séria de compra. Certifique-se de que os detalhes sobre quem pagará pela vistoria estejam claros e documentados.
      2. Caso a vistoria seja realizada por uma empresa terceirizada, verifique se ela é reconhecida e confiável. Recomenda-se escolher empresas de vistoria cautelar conhecidas e aprovadas pelos órgãos competentes.
      3.Certifique-se de que o comprador apresente documentos de identificação antes da realização da vistoria para evitar possíveis fraudes.
      4. Documente a transação de forma clara, incluindo a concordância de ambas as partes quanto à realização da vistoria no local escolhido e quem será responsável pelo pagamento.
      Se você estiver desconfortável com algum aspecto da negociação ou se houver alguma dúvida, é aconselhável buscar orientação legal ou consultar o Detran local para obter informações específicas sobre as práticas comuns e os procedimentos de segurança relacionados à venda de veículos no seu estado.
      Um abraço e #chamaOGringo 🚗💙

  35. Estou comprando um carro zero km, e a concessionária obriga a fazer laudo de cautelar e transferência com eles, isso é legal? Ou posso fazer por fora?

    1. Olá, Monica! Tudo bem?!
      A obrigatoriedade de realizar o laudo de vistoria cautelar e a transferência na própria concessionária pode variar. Em geral, as concessionárias costumam oferecer esses serviços como parte do processo de compra, buscando facilitar e agilizar o processo para o cliente. No entanto, em muitos casos, é possível optar por realizar esses procedimentos por conta própria.
      Vale a pena considerar alguns pontos:
      1. Optar por fazer o laudo de vistoria cautelar e a transferência na própria concessionária pode ser mais prático, pois eles geralmente têm parcerias ou estruturas internas para realizar esses serviços de forma rápida.
      2. Se você tiver preferência por algum prestador específico para realizar o laudo de vistoria cautelar, ou se souber de empresas especializadas que oferecem melhores condições, pode ser interessante realizar esses procedimentos por fora.
      3. Verifique se a concessionária está cobrando valores adicionais por esses serviços e compare com os custos que você encontraria realizando-os por conta própria. Às vezes, negociar esses serviços separadamente pode ser uma opção.
      4. Em alguns estados, pode haver regulamentações específicas relacionadas à transferência de veículos e vistoria cautelar. Verifique as normas do Detran local para garantir que está cumprindo todos os requisitos legais.
      Um abraço e #chamaOGringo 🚗💙

  36. boa noite,
    sou do Rio de janeiro e comprei um C4 Pallas e tava parado a quase 3 anos, o recibo está fechado no nome do rapaz que mora aqui perto da minha casa, mas o carro está no nome de outro rapaz de são Paulo, a pergunta é: O carro está com IPVA e multas, teria como eu entrar com um processo sobre esses débitos na justiça aqui do RJ pedindo para abonar a dívida e passar para o meu nome?

    1. Olá, Anizio! Tudo bem?!
      A resolução desse tipo de situação geralmente requer cuidados específicos e pode envolver diferentes procedimentos.
      Aqui estão algumas orientações gerais:
      1. Certifique-se de que a comunicação de venda foi devidamente realizada e registrada junto ao Detran. O ideal é que o vendedor tenha registrado a venda para evitar complicações futuras.
      2. Verifique a existência de débitos, como IPVA e multas, no veículo. Isso pode ser feito junto ao Detran ou órgãos de trânsito responsáveis. Alguns estados disponibilizam a consulta online.
      3. Caso haja débitos, tente entrar em acordo com o vendedor para resolver a situação. Pode ser necessário regularizar os débitos antes de efetuar a transferência do veículo.
      4. Se a situação se mostrar complexa e o vendedor não colaborar, pode ser útil procurar assistência jurídica especializada em questões de trânsito para orientações e, se necessário, entrar com um processo judicial.
      5. A regularização do veículo, incluindo a transferência de propriedade, geralmente requer a quitação de débitos pendentes. Após resolver eventuais pendências, você poderá iniciar o processo de transferência para o seu nome.
      6. Certifique-se de que todos os documentos estejam corretos e atualizados. Isso inclui o recibo de compra e venda, a ATPV preenchida, reconhecida firma, entre outros documentos necessários para a transferência.
      Lembrando que cada caso pode ter peculiaridades específicas, e é aconselhável buscar orientação jurídica para garantir que todos os passos sejam seguidos corretamente. Recomendo consultar um advogado especializado em direito automotivo para obter orientações personalizadas com base nos detalhes específicos da sua situação.
      Um abraço e #chamaOGringo 🚗💙

  37. Comprei um veiculo e fiz apenas o laudo ECV, e o mesmo saiu aprovado. Fiz a consulta completa pela internet e saiu que ele teve passagem de sinistro no passado. Isso pode sair no cautelar e pode atrapalhar na venda futura ?

    1. Olá, Mauro! Tudo bem?!
      A realização de um laudo ECV (Empresa Credenciada para Vistoria) geralmente verifica aspectos visuais e mecânicos do veículo, mas nem sempre inclui informações detalhadas sobre o histórico do veículo, como sinistros anteriores. Se você obteve a informação sobre uma passagem de sinistro ao realizar uma consulta completa pela internet, é importante considerar essa informação ao planejar a venda futura.
      A existência de um sinistro passado pode influenciar a percepção do comprador sobre o veículo, e alguns compradores podem ser mais cautelosos ao adquirir um veículo que tenha histórico de sinistros.
      Vale a pena considerar alguns pontos:
      1. Consulte detalhadamente as informações sobre o sinistro para entender a gravidade e os reparos realizados.
      2. É possível que o veículo tenha uma desvalorização de mercado devido ao histórico de sinistro, e isso pode influenciar o valor que você pode obter na venda.
      3. Se o sinistro foi reparado adequadamente e o veículo passou em uma vistoria, isso pode ser um ponto positivo ao explicar a situação ao comprador.
      Um abraço e #chamaOGringo 🚗💙

  38. boa noite meu carro foi preso pó falta de pagamento do IPVA eu tirei do pátio o Detran pediu a vistoria eu não consegui fazer no prazo como eu faço

    1. Olá, Vanderaldo! Tudo bem?!
      Se o Detran solicitou a vistoria e você não conseguiu realizá-la no prazo estipulado, é importante entrar em contato com o órgão de trânsito responsável no seu estado para entender os procedimentos a serem seguidos nessa situação específica. Cada estado pode ter regras e processos diferentes.
      Aqui estão algumas recomendações gerais que você pode considerar:
      1. Tente entrar em contato diretamente com o Detran ou o órgão de trânsito responsável no seu estado para explicar a situação. Muitas vezes, eles podem fornecer orientações específicas e soluções para o seu caso.
      2. Verifique a possibilidade de agendar a vistoria o mais rápido possível. Em alguns casos, os órgãos de trânsito podem oferecer opções de agendamento online.
      3. Entenda se há penalidades adicionais ou se existe a necessidade de cumprir determinados prazos para evitar complicações adicionais.
      Um abraço e #chamaOGringo🚗💙

  39. Estou comprando um carro de terceiro documentação já no meu nome porém necessito fazer a adaptação do acelerador para o lado esquerdo, preciso passar por nova vistoria e inmetro ?

    1. Olá, Paulo! Tudo bem?!
      A necessidade de realizar uma nova vistoria e atender aos requisitos do Inmetro ao fazer adaptações no veículo pode variar dependendo da jurisdição local. É importante que você consulte o órgão de trânsito do seu estado para obter informações específicas sobre os procedimentos necessários.
      Em geral, alterações significativas no veículo, como a adaptação do acelerador para o lado esquerdo, podem exigir uma vistoria para garantir que o veículo esteja em conformidade com as normas de segurança e regulamentações de trânsito. O Inmetro pode ter requisitos específicos relacionados a modificações nos veículos, e é importante verificar essas regulamentações para garantir a legalidade e segurança da adaptação.
      Ao entrar em contato com o órgão de trânsito local ou Inmetro, você poderá obter informações precisas sobre os procedimentos necessários, documentos exigidos e eventuais taxas associadas à realização dessas adaptações e vistorias. É importante manter toda a documentação relacionada à adaptação, pois isso pode ser necessário para futuras verificações e inspeções.
      Um abraço e #chamaOGringo🚗💙

  40. Olá bom dia!!

    Estou vendendo o meu carro, e tenho uma dúvida quanto a vistoria, ela é feita antes ou depois de eu ir no cartório e transferir o documento para o comprador?

    O comprador pode fazer a vistoria após eu transferir o documento no cartório ou temos que fazer a vistoria antes de ir ao cartório?

    Grato

    1. Olá Rodrigo, tudo bem?
      A vistoria pode ser feita tanto antes quanto depois da transferência do documento para o comprador no cartório. Não há uma sequência obrigatória nesse sentido.
      Alguns preferem fazer a vistoria antes de transferir o documento para garantir a segurança da transação, enquanto outros optam por fazer a vistoria após a transferência.
      O importante é que a vistoria seja realizada antes de o comprador iniciar o processo de transferência para evitar possíveis problemas no futuro.
      Um abraço e qualquer dúvida #ChamaOGringo 🚗💙

  41. ola, parabens pelo conteúdo. uma dúvida, posso pagar pela vistoria veicular (a usada peloa detran SP) para saber o resultado da mesma, não tendo ainda vendido o veículo? pergunto isso pois tive um sinistro e o carro foi reparado, gostaria de antemão saber se terei problemas na venda.

    1. Olá Rodrigues, tudo bem?!
      Quando um veículo sofre um sinistro, ele já passa por uma vistoria para determinar como pode ser comercializado: seja inteiro ou em partes.
      Então você pode economizar um dinheirinho com isso, visto que a vistoria já foi feita, amigo. Mas caso queira uma segunda opinião, vou te passar algumas informações sobre vistoria.
      Existem dois tipos principais de vistoria: a veicular e a cautelar. A vistoria veicular, realizada pelo Detran, verifica se o carro atende às normas de trânsito, incluindo documentação e condições gerais. Já a vistoria cautelar é mais detalhada, focando na procedência e integridade do veículo, verificando históricos de sinistros e possíveis adulterações.
      Para ver certinho se é necessário realiza-la na sua situação, aconselho que entre em contato com uma rede credenciada. Eles te darão um norte sobre como prosseguir! 💛
      Um abraço e qualquer dúvida #ChamaOGringo🚗💙

  42. Bom dia , tudo bem ? Tenho uma dúvida, o carro está em nome da minha mãe e irei transferir para o meu nome.
    Entrei em contato com uma empresa credenciada ao Detran que faz vistoria questionando se preciso fazer a comunicação de venda no cartório primeiro e pagar o licenciamento antes de fazer a vistoria , e eles me informaram que não necessariamente , que posso fazer isso depois da vistoria , pois a vistoria é valida por 60 dias, isso procede ?
    Posso fazer a comunicação da venda e pagar o licenciamento após a vistoria ?

    1. Olá Felipe, tudo bem?
      Sim, a informação fornecida pela empresa credenciada ao Detran está correta, o laudo de vistoria aprovado tem prazo de validade de 60 dias.
      Para fazer a transferência, o vendedor precisa assinar o Certificado de Registro de Veículo (CRV) e registrar esse documento em um cartório. Já o comprador deve reunir o CRV, uma cópia do seu RG, CPF, CNH e um comprovante de residência válido (emitido nos últimos 180 dias). Em seguida, é necessário fazer a vistoria do veículo, que também pode ser realizada em uma empresa credenciada. O Detran emite um laudo da vistoria, que deve ser apresentado junto com os outros documentos pelo comprador no setor de transferência do Detran ou Ciretran.
      Vale lembrar que a transferência não é gratuita, e o valor a ser pago varia de acordo com o estado. Além disso, é importante que o veículo não tenha nenhum débito, como IPVA e multas ou bloqueios antes de concluir a transferência no Detran.
      Aqui no meu blog tem outra matéria bem completinha sobre a transferência de veiculo, que pode te ajudar! Segue link: https://gringo.com.vc/blog/transferencia-de-veiculo/ .
      Um abraço e qualquer dúvida #ChamaOGringo🚗💙

  43. Oii, boa noite tudo bem??

    Comprei um carro e já fiz o atpv, porém ainda preciso entregar ao detran, gostaria de saber se preciso fazer uma nova vistoria no veiculo e onde posso pegar as fotos das vistorias antigas do mesmo veiculo, pois o antigo dono não consegue me mandar e para que nao seja necessario fazer uma nova eu poderia usar a antiga??

    1. Olá Elisangela, tudo bem?!
      Você vai precisar fazer uma nova vistoria no veículo, pois o órgão exige uma vistoria atual para garantir que o veículo está em conformidade com as normas e não sofreu alterações desde a última vistoria, amiga.
      Quanto às fotos das vistorias antigas, elas não são válidas para substituir uma nova vistoria. Cada transferência de propriedade exige uma vistoria atualizada para garantir a segurança e regularidade do veículo.
      Um abraço e qualquer dúvida #ChamaOGringo🚗💙

  44. Boa noite eu comprei um Fiat Palio e tenho até o dia 18/06/24 para fazer vistoria e transferir para o meu nome,eu moro em Nova Venécia E.S. eu gostaria de saber se é obrigatório ter o extintor,porque o meu está vazio,quem paga a transferência é eu ou a pessoa que era dono do carro? muito obgd boa noite.

    1. Olá, Valdívio! Tudo bem?!
      Para a vistoria de transferência do seu Fiat Palio, não precisa se preocupar com o extintor de incêndio. Desde 2015, ele não é mais obrigatório para carros de passeio, mas se circular com ele vencido ainda é passível de multa.
      Sobre quem paga a transferência, normalmente é o comprador (no caso, você). Isso é o que diz a lei, mas às vezes o vendedor pode pagar, dependendo do que vocês combinaram na negociação.
      Para transferir, você precisa fazer a vistoria do carro, pagar as taxas e preencher o documento de transferência (CRV) com as assinaturas reconhecidas em cartório. Depois, leve tudo isso ao Detran.
      Aqui no blog tem outra matéria bem completinha sobre a transferência de veiculo, que pode te ajudar! Dá uma olhadinha: https://gringo.com.vc/blog/transferencia-de-veiculo/ .
      Um abraço e #ChamaOGringo🚗💙

    1. Olá Tel, tudo bem?
      Para veículos novos, tanto motos quanto carros, a vistoria veicular ou laudo cautelar não é obrigatória no processo de transferência, pois esses veículos ainda não foram registrados anteriormente. O que você precisará é do Certificado de Registro de Veículo (CRV) emitido pela concessionária, a nota fiscal de compra e os documentos pessoais do comprador.
      Espero que tenha conseguido ajudar de alguma forma amigo, e se precisar de mais alguma informação ou suporte, estamos à disposição! 💛
      Um abraço e #ChamaOGringo🚗💙

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine para receber conteúdo exclusivo