Como funciona a multa grave e quais são os tipos?

E aí, motorista. Tudo bem? Quer entender o que é uma multa grave? Vem com o Gringo que explicamos. Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), existem quatro categorias de multas: a leve, a média, a grave e a gravíssima. Cada uma delas possui os próprios valores e regras.
multa grave - pessoa dirigindo em estrada

E aí, motorista. Tudo bem? Quer entender o que é uma multa grave? Vem com o Gringo que explicamos. Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), existem quatro categorias de multas: a leve, a média, a grave e a gravíssima. Cada uma delas possui os próprios valores e regras.

A multa grave é uma das infrações que mais exigem atenção do motorista. Afinal, o trânsito envolve a segurança do motorista e do próximo. A seguir, confira o que se enquadra como uma multa grave, qual é o valor e quantos pontos são adicionados na CNH.

Como a multa grave funciona?

O que é multa grave? Como ela funciona? O nome já sugere que ela tem um risco grave, ou seja, acima da média. O valor pago pelo motorista é de R$ 195,23. Porém, os pontos podem variar de infração para infração. Veja as regras a seguir.

Pontos na CNH

Quantos pontos uma multa grave gera à CNH do motorista? Caso ele seja flagrado com uma infração desse tipo, são adicionados cinco pontos na carteira de habilitação. Vale ficar de olho nas novas leis de trânsito, que trazem regras diferentes em relação ao limite de pontos. 

O motorista tem um limite de 20 pontos caso cometa 2 infrações gravíssimas. Já se cometer uma infração gravíssima, o máximo são 30 pontos. Se não tiver nenhuma infração gravíssima cometida, o limite é de 40 pontos. Por isso, atente-se. As consequências podem gerar até a perda da CNH.

Quais são as multas graves?

Existem inúmeros tipos de multas graves. O Gringo separou uma lista com todos os exemplos para você evitá-las enquanto estiver no trânsito. Confira abaixo!

  • Conduzir veículo com defeito ou falta de equipamento obrigatório;
  • Conduzir veículo com inscrições publicitárias no pára-brisa ou na parte traseira;
  • Conduzir veículo com vidros total ou parcialmente encobertos;
  • Conduzir veículo em mau estado de conservação;
  • Conduzir veículo sem acionar o limpador de pára-brisa sob chuva;
  • Conduzir veículo com características alteradas;
  • Conduzir veículo com equipamentos ou acessórios proibidos;
  • Deixar de dar seta com antecedência para indicar manobras;
  • Deixar de dar preferência a pedestres que já tenham iniciado a travessia em vias transversais;
  • Deixar de prestar socorro à vítima de trânsito quando solicitado;
  • Estacionar a mais de um metro do meio-fio;
  • Estacionar em fila dupla;
  • Estacionar em um cruzamento;
  • Estacionar em viadutos, pontes ou túneis;
  • Fazer retorno em local proibido;
  • Levar pessoas e animais na parte externa do veículo;
  • Não usar cinto de segurança, válido para todos os ocupantes do veículo;
  • Não manter distância segura dos demais veículos;
  • Parar o veículo sobre ciclovia ou ciclofaixa;
  • Seguir veículos em operação de emergências devidamente sinalizados;
  • Transitar pela contramão em vias de mão dupla;
  • Transitar em marcha ré, exceto para pequenas manobras;
  • Transitar com velocidade superior à permitida em até 20% nas rodovias;
  • Transitar com velocidade superior à permitida em até 50% nas vias locais;
  • Transitar com farol apagado ou desregulado;
  • Usar aparelho de som em volume ou frequência proibida no veículo.

Como recorrer a uma multa grave?

Está em dúvida sobre como recorrer a uma multa grave? O CTB diz que é possível recorrer a qualquer tipo de multa, basta que você faça o recurso de defesa junto aos órgãos responsáveis pela fiscalização. Quer saber mais detalhes sobre isso? Vem com o Gringo que explicamos.

Após receber a notificação em casa, você tem até 30 dias para apresentar as teses de defesa. Nesse ponto, a multa grave ainda não se tornou uma penalidade oficial. Em seguida, é feito um julgamento para avaliar se o pedido será deferido ou seguirá para a próxima etapa.

Primeira instância

Essa etapa é feita juntamente da Junta Administrativa de Recurso de Infração (JARI). Dessa vez, a infração já se tornou oficial, ou seja, será enviada ao condutor com um boleto bancário para a realização do pagamento do valor da multa grave. O motorista pode entrar com um recurso de primeira instância em até 30 dias. 

Segunda instância

A segunda instância é a última oportunidade do motorista recorrer à multa grave. Ela só acontece quando a primeira é indeferida. Quer entender mais sobre como esse processo funciona? Confira um artigo especial que detalha cada etapa da recorrência. 

O Gringo te ajuda a pagar a multa grave!

Recebeu a sua primeira multa grave, mas não sabe como agir? O Gringo te ajuda! É só baixar o nosso app, inserir os seus dados e os do veículo que tornamos o processo de pagar as multas muito mais fácil e rápido. 

Por meio do aplicativo, você não só quita o valor da multa, como também o de outros débitos do veículo, como o IPVA e o licenciamento. Além disso, é possível realizar o pagamento via PIX, cartão de crédito e boleto bancário. Bom demais, né? 

 
              

Fórum de discussão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine para receber conteúdo exclusivo

Baixe o App do Gringo

  1. Mire a câmera do celular na imagem
  2. Você vai direto para a loja de aplicativos
  3. Clique em baixar app