Moto paga IPVA? Quais os critérios? Saiba mais!

Hoje estamos aqui para esclarecer uma dúvida muito comum de quem tem uma moto ou deseja ter. Dono de moto paga IPVA? Veja mais sobre o assunto!
Moto paga IPVA?
Cada vez mais brasileiros realizam o sonho de ter um veículo próprio. E uma boa parcela desses foge do tradicional carro e opta pela prática motocicleta. Mas na hora de colocar a moto em dia, vem a pergunta: como é feito o pagamento do IPVA de moto? Dúvidas sobre esse tema são normais. Afinal, a maior parte do conteúdo que vemos por aí é sobre carros. E os donos de motos acabam se perguntando se moto tem IPVA e como é realizado o pagamento. Mas será mesmo que dono de moto paga IPVA? E, caso sim, quais são os critérios para a cobrança? Não precisa se preocupar, porque o Gringo vai explicar tudo para você. Tenha uma boa leitura.

Entenda o que é IPVA

IPVA é uma sigla que significa Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores. Como o próprio nome sugere, esse tipo de imposto é pago sobre a propriedade de veículos. A administração do IPVA é responsabilidade da Secretaria da Fazenda, tanto nos Estados quanto no Distrito Federal. E para quem se pergunta se moto tem IPVA, saiba que o dono de qualquer veículo, seja carro, moto, caminhão e ônibus, tem o dever de pagar o imposto anualmente. O seu grande objetivo é, além do recolhimento, ter controle sobre a propriedade particular. O valor recolhido vai para o município, o estado da federação e o FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

Conheça os critérios da Receita Federal sobre o pagamento de IPVA para motos

Agora que você já sabe exatamente o que é IPVA, vamos além? Nesse tópico, destacamos os critérios estabelecidos pela Receita Federal sobre o pagamento de IPVA para motos. Desse modo, ninguém ficará com o IPVA atrasado, combinado? O IPVA é um imposto que deve ser pago para a correta e legalizada utilização do veículo em território nacional. A sua regularização é condição necessária para a renovação do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), por exemplo. A circulação sem esse documento dá causa a uma infração gravíssima. O que, por si só, acarreta 7 pontos na CNH, a remoção do veículo e multa de R$ 293,47. Além disso, o atraso no pagamento do IPVA de moto acarreta multa de 40% sobre o valor original do imposto. Ou seja, mais uma dívida para a pessoa se preocupar.

Saiba quais são as categorias e os tipos de motos isentas do pagamento

E sobre a tabela de isenção de IPVA para motos? Como funciona? A seguir, vamos falar um pouco mais sobre quem está isento de pagar esse imposto. Olha só. É condição necessária para a isenção que o veículo se inclua em uma das categorias abaixo:
  • veículo pertencente a órgãos públicos ou partidários;
  • veículo pertencente a sindicatos;
  • veículo pertencente a instituições educacionais e de assistência social sem fins lucrativos;
  • veículo pertencente a templos;
  • veículo do tipo mototáxi;
  • veículo de transporte escolar;
  • motocicletas com menos de 50 cilindradas;
  • motocicletas fabricadas há mais de 20 anos.
Com exceção dessas categorias mencionadas acima, as demais devem fazer o pagamento do IPVA na data, sob pena de multa e até apreensão do veículo.

Confira qual é a frequência do pagamento de IPVA para motos

Como mencionamos, a frequência em que o dono de moto paga IPVA é anual. Ou seja, uma vez por ano você deve recolher esse imposto. Apesar de haver uma variação de acordo com o Estado da federação, a cobrança normalmente acontece no começo do ano e é organizada pela placa do veículo. Podemos dar como exemplo o estado de São Paulo. Nesse caso, o pagamento pode ser feito em janeiro, com desconto em parcela única. Nos meses subsequentes, não há o desconto mencionado e há a possibilidade de parcelar o valor. Vale a pena entrar em contato com o Detran de seu estado para saber sobre as datas de pagamento do IPVA para motos na sua cidade.

Veja como funciona a variação de valores do IPVA para motos

Um assunto bem pertinente é o valor a ser pago no IPVA de moto. Afinal de contas, separar esse dinheiro é essencial para já quitar o IPVA de 2022 assim que possível. A variação de valores é uma realidade para esse imposto, pois, como mencionamos, em cada estado uma alíquota diferente é adotada. Além disso, o modelo da moto influencia no valor final. A alíquota é importante para definir o valor do IPVA. A partir dela, você pode calcular o total a ser pago, seja pela moto ou por outro veículo qualquer. A conta a ser feita é o valor do veículo X a alíquota. Podemos citar o caso do Rio de Janeiro, cuja alíquota chega a 4%. Já em São Paulo, o valor cai pela metade: 2%. Esses valores podem ser conferidos na página oficial da Secretaria da Fazenda de cada estado.

Perdão do IPVA

Já sabemos que moto paga IPVA. Há, no entanto, uma possibilidade de perdão do IPVA. É válido comentarmos sobre esse referido perdão, pois pode ser um benefício extra para quem atrasou o IPVA de moto. Como o órgão que recolhe o imposto é estadual, é importante entrar em contato com o Detran mais próximo para verificar a possibilidade e o procedimento a ser realizado. Agora você sabe que dono de moto paga IPVA e se trata de um assunto sério que merece bastante atenção. Como mexe com o bolso do motorista, assim como a multa para moto, é bom saber tudo que rodeia esse assunto para não entrar em problemas desnecessários, não é mesmo? Você gostou do nosso conteúdo? Esperamos que tenha sido útil, caso tenha uma moto ou esteja pensando em fazer essa aquisição. Ficar com o IPVA de moto em dia é extremamente importante. Mas, agora, aproveite que está em nosso blog e confira de maneira simplificada se existem diferenças entre licenciamento de moto e carro.
 

Fórum de discussão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine para receber conteúdo exclusivo

Baixe o App do Gringo

  1. Mire a câmera do celular na imagem
  2. Você vai direto para a loja de aplicativos
  3. Clique em baixar app